Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 20/06/2014
  • 20:15
  • Atualização: 20:31

Governador vai respeitar prazo regimental para sancionar mudanças na Lei Kiss

Tendência é de que mudanças no texto original virem lei até o fim da próxima semana

  • Comentários
  • Voltaire Porto/Rádio Guaíba

O governador Tarso Genro vai aguardar o prazo regimental para sancionar o Projeto de Lei Complementar 84, que estabeleceu mudanças na legislação estadual contra incêndio – a chamada lei Kiss – no Rio Grande do Sul. A data limite é 30 de junho e a tendência é de que Tarso Genro formalize a sanção até o fim da próxima semana. A medida é necessária para que o projeto se transforme em lei. A vigência vai depender da regulamentação do Executivo, que deve ser finalizada em um mês, segundo a assessoria de imprensa da Casa Civil. A partir daí, os municípios terão um ano para se adequarem.

• Leia mais sobre a Lei Kiss

Tarso segue analisando o texto. O objetivo da revisão do chefe de Estado é evitar brechas que possam prejudicar a implementação das regras a partir de 2015. A intenção é de que as medidas tornem mais rígidas as fiscalizações das prefeituras e do Corpo de Bombeiros, a fim de evitar riscos de incêndio. A postura do governo é de manter cautela e não acelerar o processo.

Uma das justificativas para as eventuais falhas na lei, que foram corrigidas com as alterações aprovadas em plenário, foi a de que os deputados se apressaram na formulação por estarem impactados diante do calor da tragédia da boate Kiss, que matou 242 pessoas, em janeiro do ano passado.

Bookmark and Share