Correio do Povo

Porto Alegre, 31 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
16º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/06/2014 15:01 - Atualizado em 28/06/2014 15:13

Prioridade é população ribeirinha do rio Uruguai, defendem prefeitos

Mais de 50 municípios gaúchos foram afetados pelas enchentes

Prefeitos de 46 municípios estiveram reunidos em Frederico Westphalen <br /><b>Crédito: </b> Fernanda Dreier / Palácio Piratini / Divulgação / CP
Prefeitos de 46 municípios estiveram reunidos em Frederico Westphalen
Crédito: Fernanda Dreier / Palácio Piratini / Divulgação / CP
Prefeitos de 46 municípios estiveram reunidos em Frederico Westphalen
Crédito: Fernanda Dreier / Palácio Piratini / Divulgação / CP

Prefeitos de 46 dos 52 municípios gaúchos atingidos pelas enchentes que castigam o Rio Grande do Sul nesta semana se reuniram na manhã deste sábado com o secretário de Estado do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco, e o secretário-chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Oscar Luiz Moiano. A maioria defendeu que o auxílio prioritário seja aos ribeirinhos do Rio Uruguai.

O encontro com representantes das regiões do Alto Uruguai, Celeiro, Fronteira Noroeste, Noroeste, Norte e Missões ocorreu na prefeitura de Frederico Westphalen. Ficou definida uma reunião de trabalho para a próxima quarta-feira no Palácio Piratini, com prefeitos e governo do Estado. Na quinta, o governo do Estado e as prefeituras vão a Brasília para reunião com o ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira, para buscar apoio junto ao governo federal .

O secretário Jorge Branco ressaltou que a prioridade do governo é zelar pelas vidas e também os bens das comunidades, e, por este motivo, secretarias estaduais já estão elaborando um plano de ações que deve iniciar assim que as chuvas se encerrarem. “Emater, Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Secretaria da Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe), Secretaria da Habitação e Saneamento (Sehabs), Secretaria do Planejamento (Seplag), Secretaria de Obras Públicas (SOP), Daer e Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), em conjunto com a Secretaria do Gabinete dos Prefeitos, já estão em ação e apresentaram um relato nessa sexta-feira. Temos que esperar uma trégua das chuvas para que as ações se iniciem”, argumentou.

O coordenador estadual da Defesa Civil garantiu que o governo está capacitado para atender a todos. “Houve ação preventiva e todos nós nos preparamos, por isso não aconteceu o pior. Os danos são apenas materiais. Os prefeitos, que recentemente participaram de um treinamento da nossa política de prevenção, empreenderam as ações na hora certa”, afirmou.

De acordo com balanço divulgado pela Defesa Civil do Estado às 11h deste sábado, 52 municípios foram atingidos pelas enchentes, totalizando 3.066 desabrigados e 1.609 desalojados. Isso significa que 4.675 pessoas tiveram que deixar suas casas devido às chuvas. 

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.