Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
18º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

29/06/2014 16:45 - Atualizado em 30/06/2014 09:03

Chuva mantém 13 estradas e uma ponte interditadas no RS

Alagamentos e queda de barreiras prejudicam o tráfego nas rodovias

As últimas chuvas provocam a interrupção de pelo menos 13 rodovias e uma ponte no Rio Grande do Sul. O Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) registra 11 interrupções, enquanto a Polícia Rodoviária Federal (PRF), duas interdições.

A RSC-287 está bloqueada no km 155, entre Novo Cabrais e Candelária, desde a manhã de hoje. No local, a cabeceira da ponte sobre o arroio Rincão dos Cabrais cedeu com a chuva. A rodovia é a principal ligação entre a região Central do Estado e Porto Alegre. O desvio pode ser feito pela BR-153, em Cachoeira do Sul, para acesso à BR-290, em direção à Capital.

Na ERS-804, a interrupção ocorre no km 7, entre Santa Maria e Silveira Martins, em razão de alagamento na pista. O desvio pode ser feito pela ERS-511. A ERS-400, entre Candelária e Sobradinho, não permite a passagem de veículos entre os km 16 e 22. No trecho, houve queda de barreira.

A ERS-305, que liga Horizontina a Crissiumal, segue interrompida no km 49. A ponte no local ficou alagada devido à cheia do rio Cascatinha. Em função de rachaduras, a ERS 491, entre o município de Marcelino Ramos e a BR-153, também está interrompida desde sábado.

Na RSC-470, em Bento Gonçalves, o km 218 está com trânsito em meia pista. No local, conhecido como “Curva da Morte”, houve um deslizamento. A ERS-126 também está em meia pista no km 88, em Marcelino Ramos, em função do deslizamento de um barranco. No município, há problemas ainda na BR-153, que foi bloqueada nos quilômetro 2, onde o asfalto rachou. O desvio pode ser realizado pela BR-470, em Lagoa Vermelha, até Campos Novos (Santa Catarina).

A ponte na BR-386, que liga o município gaúcho de Iraí a Santa Catarina, também segue bloqueada. A água atingiu a base da estrutura e compromete os pilares de sustentação. A rota alternativa é a ERS-406, em Nonoai, em direção a Chapecó (SC). Outro bloqueio prossegue no km 102,8 da RSC-472, entre Boa Vista do Buricá e Humaitá. A rodovia não é pavimentada e a liberação depende da melhoria do tempo. A alternativa de desvio é pela ERS-210, BR-468 e ERS-207.

Na ERS-163, que liga Tenente Portela a Barra do Guarita, com uma obra de asfaltamento em andamento, uma encosta desmoronou. Com isso, há muita lama na pista do km 23,9 ao km 24, que está em meia pista.

Uma queda de barreira e uma rachadura na RSC-480, que liga o Rio Grande do Sul a Santa Catarina voltou a interromper o trânsito no km 6, em Erval Grande. 

Em Cotiporã, a ponte sobre o rio das Antas, que dá acesso à ERS-431, e é a principal ligação do município com Bento Gonçalves, segue interrompida. A estrutura está submersa, em função do aumento no nível do rio. Com isso, a travessia até Bento deve ser feito pela ERS-470, em Veranópolis, o que eleva, de 30 minutos para quase 1h30min, o tempo de percurso.


Bookmark and Share

Fonte: Camila Kila / Rádio Guíba





» Tags:Chuva Geral

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.