Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 22 de Abril de 2018

  • 28/12/2009
  • 20:46
  • Atualização: 23:18

Tubulações para obras do PISA chegam à Capital

Nova rede de esgoto promete devolver balneabilidade à orla

Dutos serão usados em sistemas de esgoto de 7,3 quilômetros | Foto: Cristine Rochol / Divulgação / CP

Dutos serão usados em sistemas de esgoto de 7,3 quilômetros | Foto: Cristine Rochol / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Elio Bandeira / Correio do Povo

As obras do Projeto Integrado Socioambiental (Pisa) em Porto Alegre devem começar a partir da segunda quinzena de janeiro próximo. E os primeiros "protagonistas" da obra que pretende mudar o tratamento de esgotos na Capital chegaram nesta segunda-feira à cidade: três carretas vindas de São Paulo trouxeram os primeiros metros de tubulações que serão utilizadas na primeira etapa do Pisa, que envolve a construção de 7,3 quilômetros de rede de esgoto via terrestre.

O emissário terrestre será responsável pela condução dos esgotos provenientes da área central da Capital – da Estação de Bombeamento da Ponta da Cadeia – até a estação de bombeamento de esgoto no Cristal. As outras etapas do Pisa envolvem a construção de um emissário subaquático para tratamento do esgoto no bairro Serraria, na zona Sul da cidade.

Os caminhões com as tubulações de 1,5 metro de diâmetro ingressaram em Porto Alegre pela freeway e seguiram pelas avenidas Castelo Branco, Mauá até a avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio), onde foram descarregados. Até o dia 30, deverão chegar mais 15 carretas.

O engenheiro Valdir Flores, coordenador das obras do Pisa, enfatizou que a primeira etapa deverá estar concluída em março de 2011. "Reforçamos que o Pisa vai mudar a cara da Capital. Vamos passar de 27% de esgoto tratado para 77%, índice superior ao recomendado pela ONU para cidades de grande porte", disse. Flores ressaltou ainda que, além dos benefícios aos consumidores – que terão uma água de melhor qualidade –, o projeto também permitirá a recuperação da balneabilidade do Guaíba.

O Pisa conta com financiamento do BID de US$ 83,2 milhões, o equivalente a cerca de R$ 203 milhões e irá beneficiar mais de 295 mil habitantes da Capital. Até a conclusão do projeto, deverão ser investidos, no total, R$ 586,7 milhões. Além dos recursos do BID, a iniciativa conta com financiamento da Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 316,2 milhões, e investimentos municipais de R$ 67,1 milhões.


TAGS » Porto Alegre