Correio do Povo | Notícias | Falta de energia provoca a morte de frangos em Encantado

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 15 de Dezembro de 2018

  • 20/10/2017
  • 17:06
  • Atualização: 17:22

Falta de energia provoca a morte de frangos em Encantado

Temporal que atingiu o RS na última semana afetou o abastecimento na região

Produtores rurais sofrem com falta de energia elétrica em Encantado  | Foto:  Juremir Versetti / Agência Chinelagem Press / CP

Produtores rurais sofrem com falta de energia elétrica em Encantado | Foto: Juremir Versetti / Agência Chinelagem Press / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

As propriedades rurais de Encantado, no Vale do Taquari, estão sofrendo com as consequências deixadas pelo último temporal que atingiu o Rio Grande do Sul nesta semana. Entre elas, está a falta de energia que tem dificultado na manutenção de cuidados de frangos e suínos, principal produção dos agricultores da comunidade linha Argola e Anita do município.

Como é o caso das famílias Celestino Bagatini e Graciolla, que estão sem luz há mais de 36 horas e estão alimentando os animais manualmente. Porém, em razão da grande quantidade de frangos alguns estão morrendo por falta de comida e ventilação, que é a outra causa dos óbitos.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Encantado, o principal problema está no restabelecimento da energia elétrica que demora entorno de 3 a 4 dias para voltar ao normal após qualquer chuva ou intensa ventania na região. Na penúltima tempestade que caiu no Estado, o STR também registrou o mesmo problema para conseguir comunicação com a empresa para serem atendidos.

Conforme o sindicato, a empresa alega atender conforme a ordem de necessidade da região. Com isso, as famílias rurais que vivem da agricultura têm dificuldades em dar conta do trabalho com os animais e sofrem com a perda de produção.

Segundo o presidente do sindicato, Gilberto Luiz Zanatta, a orientação para os produtores rurais é registrar um boletim de ocorrência em delegacias para encaminhar à Promotoria para ressarcimento pelas perdas de produção.