Correio do Povo | Notícias | Começa a construção do Complexo de Saúde de Nova Santa Rita

Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

  • 16/04/2018
  • 08:46
  • Atualização: 09:20

Começa a construção do Complexo de Saúde de Nova Santa Rita

Terreno onde a unidade será erguida foi doado pelo Assentamento Santa Rita de Cássia II

A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 12 meses  | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 12 meses | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Equipes da Prefeitura de Nova Santa Rita já trabalham no terreno onde será construído o Complexo de Saúde, espaço que reunirá atendimentos odontológicos e clínicos, além de exames preventivos e puericultura. A área foi cedida pelo Assentamento Santa Rita de Cássia II e oficializado pelo Incra. O local tem cerca de 8 mil metros quadrados e fica entre as ruas Marinho Peixoto e Lourenço Záccaro, no Centro da cidade.

O projeto do complexo compreende pouco mais de 580 metros quadrados de edificação. A secretária de Saúde, Maria Eliane Iensen, diz que o local terá capacidade para realizar até 150 atendimentos diários. “Hoje, a unidade de saúde do Centro, que centraliza atendimentos de outros quatro ou cinco bairros, em torno de 12 mil famílias, funciona no mesmo prédio do Pronto Atendimento. Com o complexo, teremos uma estrutura mais adequada e melhoria na qualidade do atendimento”, avalia.

Com investimento de R$ 1,3 milhão, parte do recurso, R$ 773 mil, é proveniente de emenda parlamentar e os outros R$ 548 mil de contrapartida da prefeitura. O local contará com quatro equipes de Estratégia de Saúde da Família, oito consultórios, salas de procedimentos, de medição e de vacinas, almoxarifado, setor de expurgo, banheiros com acessibilidade, área administrativa, sala de espera e recepção. “As Equipes de Saúde da Família trabalharão na prevenção à doença, evitando despesas futuras e filas enormes em especialidade e cirurgias", explica a secretária, destacando que a meta é fortalecer o atendimento voltado à prevenção. A previsão de execução dos trabalhos é de 12 meses.