Correio do Povo | Notícias | Concessionária entrega relatório sobre qualidade da água à Vigilância de Uruguaiana

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

  • 12/01/2018
  • 16:22
  • Atualização: 16:36

Concessionária entrega relatório sobre qualidade da água à Vigilância de Uruguaiana

Gosto e cheiro do recurso fornecido geraram reclamações de usuários do município

Ponto de captação na cidade, o rio Uruguai vem registrando nível baixo, o que favorece o aparecimento de algas | Foto: Jairo de Souza / Especial / CP

Ponto de captação na cidade, o rio Uruguai vem registrando nível baixo, o que favorece o aparecimento de algas | Foto: Jairo de Souza / Especial / CP

  • Comentários
  • Fred Marcovici

A concessionária de água e esgoto em Uruguaiana, BRK Ambiental, entregou relatório com o demonstrativo das análises dos padrões de potabilidade do recurso hídrico à Secretaria de Saúde do município. O documento, segundo a direção, é encaminhado mensalmente pela empresa à Vigilância Ambiental conforme exigências legais. Engenheiros se reuniram com a secretária de Saúde, Thais Aramburu, e a adjunta, Carla Zílio, e prestaram informações sobre as medidas adotadas para reduzir qualquer sensibilidade quanto ao odor e sabor da água. Thais destacou que o município cumpre rigorosamente o papel de monitorar e fiscalizar todos os serviços que possuem relação com a saúde das pessoas, incluindo os de água e esgoto. “Todas as análises, tanto as que foram apresentadas pela empresa, quanto as que foram feitas pela própria secretaria, atestam que não há qualquer tipo de microrganismo na água que possa provocar doenças”, ressalta.

O baixo nível do rio Uruguai, com medições aquém do considerado ideal para a captação, aliado às altas temperaturas, propiciou o aumento de algas. A mudança foi sentida por moradores com a percepção no gosto e cheiro da água. Ao receber as primeiras demandas dos usuários no último domingo, a BRK providenciou ajustes nas dosagens de produtos químicos para eliminar qualquer sensação que impactasse no sabor e odor. Houve limpezas na rede de água, análises constantes durante o tratamento e distribuição e monitoramento de produtos químicos. A empresa reforçou que os procedimentos para o tratamento atendem todas as normas e exigências de potabilidade no Ministério da Saúde e que o consumo não oferece risco. Moradores que perceberem alterações devem fazer contato por meio dos canais 0800-771-0001, www.brkambiental.com.br, aplicativo BRK ou na loja (Flores da Cunha, 1516).

A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS (Agergs) esclarece que periodicamente realiza as fiscalizações comerciais e técnicas da prestação do serviço público de abastecimento de água potável e esgotamento sanitário. Informou que sobre as reclamações de usuários quanto à qualidade da água em Uruguaiana realizou fiscalização na sede da concessionária em novembro, quando se constatou, na amostra fiscalizada, que a empresa não apresentou irregularidades no atendimento das solicitações e reclamações de usuários com problemas de qualidade da água fornecida.

Segundo a Agers, após solicitar à companhia as providências tomadas para sanar as reclamações dos usuários, a concessionária esclareceu que o gosto terroso é provocado por compostos liberados pelas algas e que realizou testes de turbidez eliminando a possibilidade de que componentes de ferro e manganês fossem os causadores de gosto e odor na água, além de informar sobre a queda do nível do rio Uruguai e todas as medidas tomadas quanto ao assunto. A Agergs atende os usuários pelo 0800-979-0066.