Correio do Povo | Notícias | Moradores reclamam de corte de árvores em Viamão

Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

  • 19/01/2018
  • 09:52
  • Atualização: 10:09

Moradores reclamam de corte de árvores em Viamão

Prefeitura informou que os vegetais colocavam em risco a segurança da comunidade

O município afirma que o corte contou com avaliação de técnicos do Meio Ambiente | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

O município afirma que o corte contou com avaliação de técnicos do Meio Ambiente | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Moradores e comerciantes vizinhos da praça Liberdade, no bairro Santa Isabel, em Viamão, estão perplexos e revoltados diante do corte de árvores realizado nesta semana por equipes da prefeitura. As famílias costumam se reunido com frequência no local para aproveitar o fim de tarde. No entanto, segundo a estudante Maria Eugênia Miranda de Castro, 29 anos, isso não é mais possível em virtude da falta de sombra na praça. “Foi triste de ver. Vários troncos, galhos e folhas pelo chão. São árvores antigas. A sensação é de destruição. Um horror.” A mesma sensação é compartilha pela dona de casa Gelane Baptista Gonçalves, 35 anos, que mora próximo ao local e até semana passada levava os filhos de 6 e 10 anos para se divertirem no local. “Uma lástima.”

A Prefeitura de Viamão informou que as árvores apresentavam risco à comunidade, pois não estavam em seu estado pleno. Quando não são adequadas para o local onde foram plantadas, os vegetais podem colocar em risco a segurança das pessoas e danificar patrimônios públicos e privados, alegou o município. Em razão disso, foi necessário fazer a poda e o corte das árvores exóticas e nativas. A Administração ressaltou que a ação teve autorização florestal e avaliação de técnicos do Meio Ambiente, que constatou que algumas apresentavam risco de queda pela infestação de parasitas e outras por serem consideradas espécies invasoras. Os cortes serão supridos a partir do plantio de novas mudas, com menor volume de copa, e de menor porte no canteiro central, conforme prevê a Lei Municipal 4.415/2015 

A prefeitura informou ainda que firmou uma Parceria Público-Privada (PPP) para que ocorra a remodelação da praça. O espaço receberá iluminação, playground, academia ao ar livre, quiosque, estacionamento e um centro comercial. A previsão de entrega é para o primeiro semestre de 2018.