Correio do Povo | Notícias | Licitação para estacionamento rotativo em Cachoeirinha será aberta este mês

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 12/02/2018
  • 13:07
  • Atualização: 13:16

Licitação para estacionamento rotativo em Cachoeirinha será aberta este mês

A expectativa da prefeitura é de que em maio tenha início a operação dos parquímetros

Inicialmente, a Área Azul oferecerá 700 vagas, mas o número deverá ser ampliado até 2019 | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

Inicialmente, a Área Azul oferecerá 700 vagas, mas o número deverá ser ampliado até 2019 | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Será aberta este mês a licitação que escolherá a empresa responsável pela implantação do estacionamento rotativo em Cachoeirinha. A partir do decreto assinado pelo prefeito Miki Breier, em novembro de 2017, ficou estabelecido que 69 vias serão contempladas com o sistema. Inicialmente, a Área Azul oferecerá 700 vagas, mas a projeção é que, em 2019, o número passe a 1.920. A administração do estacionamento será na modalidade de concessão à empresa privada, com pagamento de outorga para o município, e contratação por concorrência pública. Segundo o secretário de Segurança e Mobilidade de Cachoeirinha, Marco Aguirre Gouvêa, o investimento inicial será de cerca de R$ 1 milhão. "Se tudo ocorrer bem, em 90 dias a empresa está escolhida. Nossa ideia é que em maio já tenhamos a operação dos equipamentos, após período de testes.”

O estacionamento será cobrado de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h. Domingos e feriados não haverá cobrança na Área Azul. O valor da hora será de R$ 2, podendo ser fracionada em 30 minutos e com período máximo de duas horas na mesma vaga. O usuário terá 10 minutos de tolerância até adquirir o tíquete e poderá usar moedas ou fazer o pagamento pelo aplicativo do celular. Além dos parquímetros e lojas credenciadas, haverá monitores realizando cobrança e fiscalização. Aguirre comenta que hoje a comunidade e os comerciantes conseguem ver "a importância e os benefícios que a oxigenação do trânsito proporciona para a mobilidade urbana e fomentação do comércio.” Ele informa que 16% do valor arrecadado será repassado à prefeitura e reinvestido na mobilidade.

Ingrid dos Santos Maia, 37 anos, trabalha em uma loja na avenida Flores da Cunha, uma das principais da cidade, e acredita que o sistema trará mais rotatividade de veículos e pessoas. "Os clientes vão conseguir chegar às lojas, aos bancos, aos comércios. Hoje, o pessoal encontra uma vaga e deixa o carro o dia todo no mesmo lugar. Isso atrapalha as vendas.” João Ramos Gouvêa, 46, compartilha da ideia. “A comunidade será beneficiada na medida em que o dinheiro arrecado será reinvestido em melhorias no setor.”

Motocicletas e motonetas terão locais definidos e ficarão dispensadas de pagamento e rotatividade. Além disso, 5% dos espaços serão reservados para idosos e 2% das vagas destinadas às pessoas com deficiência. Nos dois casos, segundo a prefeitura, é obrigatório o uso do cartão de identificação. Os veículos em operações de carga e descarga ficam isentos do pagamento por 30 minutos. Os espaços demarcados como Vaga Rápida terão gratuidade de 15 minutos com o uso do pisca alerta.