Correio do Povo | Notícias | Famílias deixarão área irregular em Cachoeirinha até março

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 20/02/2018
  • 10:29
  • Atualização: 11:15

Famílias deixarão área irregular em Cachoeirinha até março

O grupo, que está no domínio da ampliação da avenida Fernando Ferrari, já recebeu moradias

As obras de ampliação da avenida Fernando Ferrari começaram em 2016 e estão 70% concluídas | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

As obras de ampliação da avenida Fernando Ferrari começaram em 2016 e estão 70% concluídas | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

As 12 famílias que vivem em situação irregular na avenida Fernando Ferrari, em Cachoeirinha, têm até o fim de março para deixar a área. Em janeiro, a prefeitura entregou as escrituras dos terrenos para os moradores. Duas famílias vão para lotes na rua José Stuart da Silva, no bairro Da Paz, e as demais para a rua Fidel Zanquetta, no Jardim do Bosque. A mudança se deve às obras de ampliação da avenida Fernando Ferrari, que começaram em 2016 e estão 70% concluídas.

A negociação para a retirada dos moradores do local durou pouco mais de um ano. De acordo com a prefeitura, as obras estão interrompidas especificamente neste trecho, e serão retomadas após o reassentamento das famílias. “Depois de muita negociação, finalmente as famílias terão sua casa própria e regularizada”, disse o secretário municipal de Assistência Social, Cidadania e Habitação, Valdir Matos. Segundo ele, além de irregular, as famílias moravam em uma área de risco, embaixo de fios de alta tensão.

O projeto de ampliação da Fernando Ferrari começou com a substituição de torres de alta tensão por postes de rede elétrica. Também foram realizadas obras de drenagem, em maio do ano passado, e terraplenagem. A prefeitura explica que futuramente, a intenção é expandir a avenida até a ERS 118. O investimento é de R$ 11,9 milhões, com recursos financiados por meio do Programa Pró-Transporte. Entretanto, ainda não há previsão de término para os trabalhos.