Correio do Povo | Notícias | Raio-X estragado inviabiliza atendimentos odontológicos em Cachoeirinha

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

  • 05/03/2018
  • 09:28
  • Atualização: 09:59

Raio-X estragado inviabiliza atendimentos odontológicos em Cachoeirinha

O equipamento está estragado desde dezembro o que impede a realização de alguns serviços

A prefeitura prevê a compra de um equipamento digital | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

A prefeitura prevê a compra de um equipamento digital | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Desde a segunda quinzena de dezembro, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de Cachoeirinha, que funciona na Unidade Básica de Saúde Otacílio Silveira, na Vila Anair, está sem aparelho de raio-X. O equipamento estragou e ainda não foi encaminhado para conserto, o que inviabiliza alguns atendimentos odontológicos, especialmente aqueles ligados a tratamento de canal.

Quem precisa realizar raio-X com certa urgência tem que fazer particular, mas nem todos podem pagar. “Não tenho condições de pagar pelo exame, por isso estou aguardando o conserto. Só que já estamos em março e essa providência, que deveria ser feita pelo poder público, está demorando demais”, reclama a moradora de 32 anos que não quis se identificar.

O secretário municipal de Saúde, Paulo Abrão, disse que já foi solicitado para o setor de compras um novo equipamento de Raio-X. “Não só vamos substituir, como vamos adquirir um aparelho com uma nova tecnologia. Um equipamento digital para qualificar ainda mais os atendimentos. Essa compra deve se efetivar em três semanas. Enquanto isso, utilizaremos um equipamento emprestado (pelo período de 30 dias) com a finalidade de não prejudicar os procedimentos odontológicos. Esse aparelho deverá estar em funcionamento no CEO até o final desta semana.” Segundo o secretário, o Raio-x digital propõe a diminuição de gastos públicos e mais qualidade de imagem.