Correio do Povo | Notícias | Famílias reclamam de falta de manutenção em praças de Cachoeirinha

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 26/03/2018
  • 09:09
  • Atualização: 14:26

Famílias reclamam de falta de manutenção em praças de Cachoeirinha

Problemas na limpeza, brinquedos quebrados e falhas na iluminação são apontados

As telas no entorno de quadras estão rompidas e com arames expostos | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

As telas no entorno de quadras estão rompidas e com arames expostos | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Moradores de Cachoeirinha, na Região Metropolitana, reclamam da situação das praças e quadras de esportes públicas do município. Os relatos, especialmente das famílias que vivem na zona central, apontam problemas na limpeza (corte de grama e recolhimento de lixo), além de brinquedos quebrados, depredados ou pichados. A falta de iluminação também é outra crítica dos contribuintes.

“As telas no entorno das canchas de esporte estão arrebentadas e os arames expostos. A falta de manutenção expõe as crianças ao risco. Os locais estão precários. Não há lixeiras seletivas e as que ainda existem estão abarrotadas de entulhos”, disse a técnica em radiologia, Lizandra de Mello Ribeiro, 42 anos. O aposentado Ênio Valdeci dos Santos, 61 anos, que gosta de praticar exercícios físicos, reforçou que a situação está complicada. “Os aparelhos e equipamentos das academias ao ar livre ou estão completamente tapadas de ferrugem ou estão quebrados.”

A Prefeitura de Cachoeirinha informou que o município conta com 54 praças e que não existe um valor estimado para a manutenção mensal de todas elas. Esclarece que, por meio de parceria com a comunidade lançada em 2017, Cachoeirinha: Eu Amo! Eu Cuido!, dez espaços públicos já foram adotados. Entre eles, a praça Leonel Brizola, no bairro Jardim Bethânia; a praça e a quadra ao lado CRAS Herbert e os canteiros na avenida João Batista de Souza. Qualquer pessoa física ou jurídica pode adotar, basta procurar a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos. Quem adota pode explorar o local com propagandas, eventos sem fins lucrativos, prestação de serviços gratuitos, entre outros. Como contrapartida, deve ajudar a manter o local, com realização de jardinagem, corte de grama e alguma limpeza esporádica.

A prefeitura informou que uma ou duas vezes por semana é feita varrição e recolhimento de lixo em todas as praças do município.