Correio do Povo | Notícias | Dnit entrega casas a moradores das margens da BR 116 em Pelotas

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 23 de Setembro de 2018

  • 29/03/2018
  • 10:16
  • Atualização: 10:40

Dnit entrega casas a moradores das margens da BR 116 em Pelotas

Foram entregues, nesta semana, mais cinco residências pelo processo de compra assistida

A primeira etapa das mudanças ocorreu na avenida Cidade de Lisboa | Foto: Fabiano Fly Camera / Divulgação / CP

A primeira etapa das mudanças ocorreu na avenida Cidade de Lisboa | Foto: Fabiano Fly Camera / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Angélica Silveira

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) está realocando famílias que vivem em condição de vulnerabilidade social no entroncamento da BR 116 com avenida Cidade de Lisboa, em Pelotas, no Sul do Estado. A iniciativa faz parte do processo de compra assistida, definida em mutirão de conciliação em conjunto com a Justiça Federal no Rio Grande do Sul. Na quarta-feira (28) ocorreu a entrega de cinco residências, dando sequência às primeiras sete escrituras assinadas no fim do mês passado.

No projeto das obras de duplicação do Contorno de Pelotas, o Dnit mapeou 24 casas em áreas irregulares, distribuídas próximo às avenidas Cidade de Lisboa, Duque de Caxias e Vega. A compra assistida tem a função de realocar os moradores em função do contexto social-econômico e devido às avaliações das benfeitorias serem inviáveis para uma indenização tradicional. As escrituras assinadas nesta semana, permitiram a mudança das famílias da região da Vega. Com esta etapa, o processo de retirada dos moradores da área chega a 50%. Primeiro, as famílias devem escolher uma casa. Após, é realizada vistoria e a documentação encaminhada ao Dnit para comprovar se a residência é regularizada.

Conforme o Dnit, algumas das 12 famílias restantes ainda não escolheram a nova casa, o que não tem um prazo fixado. Em outros casos, há pessoas interditadas que não respondem por si, então envolve Defensoria Pública e o Dnit aguarda a documentação da Justiça Federal. A partir da escolha da moradia, há o prazo de 60 dias para o Dnit fazer o pagamento. A partir do recebimento do dinheiro, o vendedor tem até 30 dias para liberar o imóvel para a mudança. Se a família solicitar, o Dnit auxilia as famílias na mudança. Não há determinação de local para os novos endereços. 


TAGS » Dnit, BR 116, Pelotas