Correio do Povo | Notícias | Prefeitura de São Borja decreta situação de calamidade pública

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

  • 24/05/2018
  • 13:26
  • Atualização: 18:41

Prefeitura de São Borja decreta situação de calamidade pública

Conforme o município, o desabastecimento já atinge setores fundamentais na cidade

  • Comentários
  • Correio do Povo

O prefeito em exercício de São Borja, Roque Feltrin, decretou situação de calamidade pública no município nesta quinta-feira. É o segunda cidade no Estado a assinar o decreto em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, o primeiro foi Santa Vitória do Palmar, que assinou o documento ontem. Com a assinatura do decreto, cessaram a maior parte das atividades na Prefeitura de São Borja por tempo indeterminado, informou o município, incluindo o expediente nas repartições municipais e atividades na rede escolar.

Os atendimentos considerados essenciais serão mantidos, como na área de saúde e os serviços de recolhimento de lixo. No setor de saúde, entretanto, haverá reflexos, pois os pacientes deixarão de ser transportados para atendimentos fora do município, devido aos bloqueios nas rodovias e à falta de combustíveis. A escassez de diesel também levou à suspensão de todas as obras temporariamente. Os depósitos de combustível ainda disponíveis estão armazenados apenas para situações urgentes.

A constatação, conforme a prefeitura, é de que o desabastecimento já atinge setores fundamentais na cidade. Também foi suspensa a assinatura de ordem de serviço para continuação da obra do novo quartel de bombeiros, que ocorreria nesta sexta-feira. Além disso, foi cancelado o lançamento do projeto Educação Empreendedora, que ocorreria no sábado, bem como a programação da Secretaria da Cultura referente à Trilha da Lua Cheia, que ocorreria no mesmo dia.