Correio do Povo | Notícias | Manifestantes bloqueiam a BR 386 em Frederico Westphalen

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 23 de Setembro de 2018

  • 25/05/2018
  • 14:36
  • Atualização: 18:40

Manifestantes bloqueiam a BR 386 em Frederico Westphalen

A rodovia foi fechada no início da tarde com a utilização de tratores agrícolas

Tratores foram usados para fechar a via | Foto: Agostinho Piovesan / Especial / CP

Tratores foram usados para fechar a via | Foto: Agostinho Piovesan / Especial / CP

  • Comentários
  • Agostinho Piovesan

Milhares de pessoas, de diversos segmentos da sociedade, incluindo caminhoneiros, agricultores, empresários e outros trabalhadores participaram nesta sexta-feira, das 10h às 14h, de um grande ato no km 37 da BR 386, em Frederico Westphalen, no Norte do Estado. A rodovia chegou a ser bloqueada totalmente às 13h20min, com a utilização de tratores agrícolas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que patrulhava o trecho durante a manifestação, interveio e, após dialogar com os manifestantes, a rodovia federal foi liberada para a passagem de veículos.

O ato público contra os altos custos dos combustíveis teve início às 10h no Parque municipal de Exposições. Dali, máquinas e caminhões seguiram pela BR 386 num trajeto de 4 km. Desde segunda-feira (21), o km 37 da rodovia é o local onde os caminhoneiros vêm realizado manifestações. O comércio de Frederico Westphalen fechou as portas das 10h às 12h, como forma de apoiar os caminhoneiros e demais setores da economia afetada pela alta dos combustíveis. As 43 prefeituras da Zona da Produção fecharam as portas nesta sexta-feira, mantendo apenas os serviços essenciais e a estrutura de atendimento da saúde.

A BR 386, nesta sexta-feira, a exemplo dos demais dias da semana, estava praticamente vazia. Nenhum caminhão de carga circulou pela estrada e poucos automóveis passaram pela via. Conhecida como Estada da Produção, a via é uma das principais rodovias federais do Rio Grande do Sul e, em Iraí (RS) é um dos principais pontos de saída e acesso ao Estado.