Correio do Povo | Notícias | Concessão da gestão do Zoológico de Sapucaia já tem licitação marcada

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 07/06/2018
  • 12:40
  • Atualização: 12:59

Concessão da gestão do Zoológico de Sapucaia já tem licitação marcada

Após período de consulta pública, processo definirá parceiro que investirá R$ 59 milhões

O período de consulta pública será de 30 dias | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

O período de consulta pública será de 30 dias | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

O governo do Estado marcou para 6 de julho a abertura do processo de licitação para as empresas privadas interessadas em gerir e administrar o Parque Zoológico de Sapucaia do Sul. A minuta do edital já está disponível para consulta e, até lá, usuários, entidades, empresas e população em geral podem questionar ou apontar possíveis inadequações do que está sendo proposto.  “Durante estes 30 dias estamos abertos a questionamentos. Quanto à licitação, o processo aceita tanto empresas individuais, quanto consórcios. O parceiro privado que vencer a licitação estará obrigado a realizar investimentos na ordem de R$ 59 milhões durante 30 anos” , explica a secretária estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema), Ana Pellini. Depois disso, o local volta para o Estado com todas as melhorias.

A modelagem econômica e operacional, segundo ela, foi definida a partir de um estudo de viabilidade iniciado em março do ano passado, concluído em maio deste ano. “Atualmente, temos um prejuízo de R$ 5 milhões com o zoo. Os animais seguem sendo bem cuidados. No entanto, os recintos precisam ser reformados, assim como os banheiros e sinalização. Existe ainda a necessidade da inserção de outras atrações no espaço para que haja sustentabilidade financeira." Ana destaca que os investimentos devem ser maiores nos primeiros dez anos e que o parceiro que não cumprir todos os itens do edital terá o contrato rompido.

Quanto aos valores, ficou definido, segundo a secretária, que a entrada custará R$ 15. Idosos, crianças e estudantes terão os descontos por lei. “Nossa intenção com a concessão do espaço é oferecer um local mais moderno, com recintos organizados e próximos ao público. O Parque Zoológico é um patrimônio do nosso Estado. É preciso que busquemos alternativas viáveis para preservá-lo.” O local tem 160 hectares e 1,1 mil animais de 132 diferentes espécies, além de 83 funcionários. A área de visitação corresponde a 40 hectares e recebe, mensalmente, cerca de 34 mil visitantes. Em anos anteriores, o parque chegou a registrar a visitação de 500 mil pessoas em 12 meses.