Correio do Povo | Notícias | Provedor da Santa Casa de Uruguaiana deve sair no final do mês

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 25/06/2018
  • 12:31
  • Atualização: 12:40

Provedor da Santa Casa de Uruguaiana deve sair no final do mês

Instituição tenta equilibrar as dívidas que se acumulam há meses

Os salários de maio foram pagos no final de semana aos 600 funcionários | Foto: Jairo de Souza / Especial / CP

Os salários de maio foram pagos no final de semana aos 600 funcionários | Foto: Jairo de Souza / Especial / CP

  • Comentários
  • Fred Marcovici

A Santa Casa de Caridade de Uruguaiana, após conseguir recursos para quitar parte das dívidas, vive novo período de incertezas. O atual provedor, advogado Eduardo Velo Pereira, segundo a diretora executiva Adélia Figueiredo, está demissionário e deverá entregar o cargo no dia 30 de junho. Com ele, a própria diretora e o administrador, Fernando Siqueira, também poderão deixar as funções. No último final de semana, os 600 funcionários do hospital receberam os salários integrais de maio e férias referentes ao período aquisitivo com recursos repassados pela prefeitura e pelo Estado. Restam ainda resíduos dos vencimentos de março e abril.

Já os médicos celetistas e aqueles que recebem por RPA (recibo de pagamento a autônomo), receberam apenas uma fração dos valores relativos aos seis meses em atraso. O anestesiologista Oscar Blanco, delegado sindical da categoria no município, deixou claro que os profissionais aguardarão até o dia 30 de junho para quitação dos vencimentos. Disse ainda que, não havendo o pagamento, a disposição dos médicos é demitirem-se coletivamente. Os intensivistas, de acordo com Blanco, estariam deixando de receber novos pacientes de Uruguaiana e dos 12 municípios cobertos pela Santa Casa, nas UTIs geral e cardiológica. Há em andamento a possibilidade de um empréstimo de R$ 7 milhões ao hospital, mas que não asseguraria o cumprimento de todas as obrigações pendentes.