Correio do Povo | Notícias | Enfermeiros da Santa Casa de Rio Grande podem parar

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de Novembro de 2018

  • 29/06/2018
  • 09:05
  • Atualização: 09:09

Enfermeiros da Santa Casa de Rio Grande podem parar

Sindicato da categoria afirma que hospital não cumpriu com acordo firmado em maio

  • Comentários
  • Angélica Silveira

Ocorre na próxima quarta-feira, no Ministério do Público do Trabalho em Pelotas, reunião entre representantes dos enfermeiros da Santa Casa de Rio Grande e gestores do hospital. O presidente do Sindicato dos Enfermeiros do RS, Estevão Finger, diz que administração do hospital assinou documento no dia 11 de maio com várias promessas, mas não as cumpriu.

“O salário de maio segue atrasado e o de junho vence semana que vem e não há perspectiva de quitação. Há também 13º, férias e depósito do Fundo de Garantia em atraso.” Finger diz que o sindicato quer tratar também das condições de trabalho, pois, segundo ele, os profissionais estão sobrecarregados. O dirigente afirma que, dependendo do resultado da reunião, há possibilidade de greve.

A direção afirma que os repasses estaduais e federais para o hospital estão há dois meses atrasados. “Não há como cumprir se não estamos recebendo regularmente. Devido ao atraso nos pagamentos, muitos profissionais pedem demissão e temos dificuldade em realizar contratações por causa da instabilidade na quitação de salários.” O hospital diz que o restante das reclamações não procede.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informa que os valores vinculados à produção estão em dia. “Há uma pendência por parte do Estado quanto aos incentivos (complementos) relativos ao mês de abril, no valor de R$ 60 milhões. A parcela do mês de maio tem vencimento no dia 30 de junho, portanto está dentro do prazo programado.”