Correio do Povo | Notícias | Homologada licitação do último trecho da duplicação da ERS 118

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

  • 03/07/2018
  • 16:25
  • Atualização: 16:46

Homologada licitação do último trecho da duplicação da ERS 118

Serão R$ 43,4 milhões para as obras em 5 quilômetros da rodovia em Sapucaia do Sul

O último trecho da obra é o de Sapucaia do Sul | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

O último trecho da obra é o de Sapucaia do Sul | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Foi homologado nesta terça-feira o processo licitatório que elegeu a empresa Toniolo Busnello S.A. como a responsável pelas obras de duplicação da ERS 118, do km 0 ao 5, no trecho de Sapucaia do Sul. Além da construção das novas pistas, a empresa vencedora fica obrigada a realizar restauração das pistas antigas nos 5 quilômetros iniciais da duplicação. O superintendente do Daer e responsável pela fiscalização das obras, engenheiro Ernesto Luiz Vasconcellos Eichler, explica que o próximo passo é a assinatura do contrato, que prevê R$ 43,4 milhões. “Nossa estimativa é de que a ordem de início dos serviços aconteça em duas semanas, quando, de fato, começam os trabalhos.” Segundo ele, as reintegrações de posse da área de domínio do Estado foram concluídas, faltando algumas desapropriações judiciais.

“Podemos dizer que 99% da área já está liberada. Estamos na reta final. A obra do viaduto da Theodomiro já iniciou e o viaduto da Trensurb está prestes a começar. Nossa expectativa é que no final do ano a duplicação esteja concluída", afirmou. No entanto, Eichler diz contar com o fornecimento de material asfáltico e com boas condições climáticas para não atrasar os trabalhos.” Entre as ações ainda pendentes estão a construção de três pontes sobre o arroio Sapucaia, em Sapucaia do Sul, e o projeto das seis passarelas em três cidades que cortam a rodovia.

A duplicação e restauração da ERS 118 já recebeu R$ 82 milhões em investimentos desde 2015. São 14 frentes de trabalho em 21,5 quilômetros que vão do entroncamento da BR 290, em Gravataí, até o entroncamento da BR 116, em Sapucaia do Sul.