Correio do Povo | Notícias | Escola de Canoas aguarda parecer para ganhar reforma

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

  • 10/07/2018
  • 07:22
  • Atualização: 07:39

Escola de Canoas aguarda parecer para ganhar reforma

Obras na Julieta Balestro foram suspensas porque prédio estaria comprometido

Escola de Canoas aguarda parecer para ganhar reforma  | Foto: Vinicius Thormann / Divulgação / CP

Escola de Canoas aguarda parecer para ganhar reforma | Foto: Vinicius Thormann / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Prefeitura de Canoas aguarda um segundo parecer técnico sobre a possibilidade de substituição de material utilizado nas paredes, forro e em parte da estrutura da Escola Municipal de Educação Infantil Julieta Balestro, no bairro Igara, interditada desde 10 de maio. A suspensão das atividades foi decidida pelo município como medida preventiva, em função de comprometimentos no prédio.

A degradação das paredes e forro em três salas de aula, em consequência da infiltração da água de chuva, colocam em risco a integridade física de alunos e profissionais. Em uma delas, o material chegou a desabar. Nova vistoria ocorreu na semana passada. As 179 crianças foram realocadas para outras escolas da rede municipal e conveniadas. “Minha filha foi devidamente transferida para uma escola com melhores condições, mas é mais longe de casa”, disse uma das mães, comerciante de 32 anos que preferiu não ser identificada.

Além da realocação das crianças, o Executivo alugou uma casa, escolhida pela comissão de pais, e que está sendo adaptada para receber as crianças. A Secretaria Municipal da Educação está em tratativas com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para dar celeridade ao processo.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Ildo Meneghetti, com 530 alunos, também está no cronograma de reformas do município. A secretaria faz levantamento para a realização de ajustes e demolição de ao menos duas salas, atualmente isoladas. Após discussão, a decisão foi pela locação de um contêiner, onde serão ministradas as aulas. O aluguel está em fase final.