Correio do Povo | Notícias | Câmara de Vereadores repassa R$ 700 mil ao Executivo de Frederico Westphalen

Porto Alegre

15ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

  • 01/08/2018
  • 12:27
  • Atualização: 12:45

Câmara de Vereadores repassa R$ 700 mil ao Executivo de Frederico Westphalen

A expectativa é de que o recurso seja usado para a implantação de serviços de saúde

O Hospital Divina Providência receberá novos serviços | Foto: Agostinho Piovesan / Especial / CP

O Hospital Divina Providência receberá novos serviços | Foto: Agostinho Piovesan / Especial / CP

  • Comentários
  • Agostinho Piovesan

A Câmara de Vereadores de Frederico Westphalen, no Norte do Estado, devolverá antecipadamente R$ 700 mil do orçamento anual à Administração Municipal. O Projeto de Resolução 02/2018, da Mesa Diretora, foi aprovado por unanimidade em sessão ordinária na terça-feira. Segundo o presidente da Casa, Celson de Oliveira, a destinação de recursos, mediante redução parcial da dotação orçamentária do Poder Legislativo, visa garantir recursos para a implantação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o serviço de oncologia do Hospital Divina Providência, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

“Estamos tomando a iniciativa de antecipar a devolução dos recursos e sugerindo ao Executivo que o dinheiro seja aplicado na área da saúde”, disse. Oliveira lembra que o orçamento da Câmara é de aproximadamente R$ 2 milhões e que, mesmo com execução de reforma no prédio do Legislativo, com custo em torno de R$ 400 mil, está sendo possível realizar a devolução. “A sobra de recursos deve-se à contenção de gastos implementada no Legislativo, com poucos servidores e redução de gastos com diárias pelos colegas.”

O prefeito de Frederico Westphalen, José Alberto Panosso, confirmou que o dinheiro será utilizado no setor de saúde. “Esta é uma área que precisamos fortalecer e os recursos poupados na Câmara, agora devolvidos ao Executivo, são bem-vindos”, afirmou. Panosso aproveitou para elogiar o espírito comunitário. “Independente de partidos políticos, notamos que os integrantes do Poder Legislativo são sensíveis aos pleitos da população, que almeja melhores condições de atendimento na área da saúde”, finalizou.