Correio do Povo | Notícias | Vale do Rio Pardo cobra atraso de recursos para a saúde

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

  • 14/08/2018
  • 09:04
  • Atualização: 09:07

Vale do Rio Pardo cobra atraso de recursos para a saúde

Os repasses abrangem secretarias, hospitais e o consórcio intermunicipal da região

  • Comentários
  • Otto Tesche

O atraso no repasse de recursos do Estado aos serviços de saúde de Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Rio Pardo, Sinimbu e Vera Cruz totaliza R$ 16 milhões desde 2014. O valor não se restringe apenas às secretarias, mas também envolve dívidas com hospitais e o Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale).

Segundo o secretário de Saúde de Rio Pardo, Augusto Pellegrini, não fossem os R$ 4 milhões de dívida acumulados desde 2014, a população poderia contar com mais medicamentos, menos filas de espera e mais estrutura e suporte na atenção básica. “Estamos avaliando junto com a procuradoria jurídica do município formas de acionar essa cobrança. O que não dá é deixar o dinheiro acabar e prejudicar o serviço.”

O prefeito de Venâncio Aires e presidente do Cisvale, Giovane Wickert, reuniu-se na semana passada com representantes da Secretaria Estadual da Saúde para discutir formas de abater o valor da dívida com o consórcio, que beira R$ 1,3 milhão, com acumulados de 2014, 2017 e 2018. “Ficou acordado que o Estado pagará um valor atual e outro atrasado, pelo menos, até dezembro. Isso garante o pagamento da dívida acumulada nos últimos dois anos, mas acredito que uns dois meses ainda permaneçam pendentes.” Segundo Wickert, o abatimento da dívida poderá gerar um alívio para os municípios que contribuem com o Cisvale.