Correio do Povo | Notícias | Grupamento Ambiental retoma patrulha no Rio dos Sinos

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 15/08/2018
  • 08:59
  • Atualização: 09:42

Grupamento Ambiental retoma patrulha no Rio dos Sinos

O serviço estava parado há dois anos por falta de manutenção nos equipamentos

O serviço foi retomado nesta semana | Foto: Thales Ferreira / Divulgação / CP

O serviço foi retomado nesta semana | Foto: Thales Ferreira / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Stephany Sander

Foram retomados os trabalhos do Grupamento de Preservação Ambiental da Guarda Civil Municipal, instituído em 2012, no município de São Leopoldo. Criado com o objetivo de patrulhar o Rio dos Sinos, bem como os diques e demais áreas de preservação ambiental do município, o grupamento ficou dois anos parado por falta de manutenção de equipamentos.  Nesta semana, uma lancha, que passou por manutenção, voltou a percorrer as águas do Sinos.

“Temos como prioridade, através do Grupamento de Defesa Ambiental, a proteção do Parque Imperatriz, de diques e do Rio dos Sinos, e o uso da lancha incide em dois desses eixos”, afirma o secretário de Segurança Pública e Defesa Comunitária, Carlos Sant’ana. A Guarda atua em conjunto com a equipes da pasta em operações três dias pré-programados por semana ou conforme a demanda, em caso de suspeitas de contaminação, descartes de poluentes ou a partir de denúncias. “O objetivo é reforçar a fiscalização do meio ambiente no município, aproveitando a infraestrutura operacional da Guarda. São diversos casos de maus-tratos a animais, fiscalizações e denúncias de animais silvestres em cativeiro, além da questão da poluição”, salienta José Carlos Pedroso, diretor de planejamento da GM.

As patrulhas são compostas por cinco integrantes da Guarda Ambiental habilitados para a fiscalização com a lancha, além de mais seis membros do quadro da Guarda Municipal. As infrações, em caso de crime ambiental, serão realizadas pela Guarda Ambiental. Para os próximos meses, novos equipamentos irão incrementar a fiscalização ambiental no município por meio de uma caminhonete e instrumentos, como um sonar ecobatímetro, para a medição das condições de profundidade do rio. Os itens serão adquiridos a partir do Fundo Municipal de Defesa do Meio Ambiente.