Correio do Povo | Notícias | Projeto habitacional prevê 172 novas casas em Palmeira das Missões

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

  • 22/08/2018
  • 08:54
  • Atualização: 09:14

Projeto habitacional prevê 172 novas casas em Palmeira das Missões

Município tenta reduzir o déficit de aproximadamente de 1,5 mil moradias

Conforme a prefeitura, 58 casas já foram entregues na primeira etapa  | Foto: Agostinho Piovesan / Especial / CP

Conforme a prefeitura, 58 casas já foram entregues na primeira etapa | Foto: Agostinho Piovesan / Especial / CP

  • Comentários
  • Agostinho Piovesan

A Prefeitura de Palmeira das Missões, município com um déficit habitacional histórico de mais de 1,5 mil moradias, busca reduzir a demanda de casas para famílias em situação de vulnerabilidade. Com recursos de R$ 5,6 milhões do governo federal, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida e Fundo de Arrendamento Habitacional, com contrapartida do município, os bairros Esperança I e II são beneficiados com 172 unidades.

Ao todo, devem ser aplicados no projeto R$ 15 milhões. As moradias, de 43 metros quadrados, têm dois dormitórios, sala, cozinha, área de serviço, banheiro e painéis de energia solar. Os bairros também recebem obras de infraestrutura, como saneamento, acessibilidade e asfaltamento.

Segundo o prefeito Eduardo Russomano Freire, 58 casas já foram entregues na primeira etapa do projeto e 73 estão em construção na segunda fase. Posteriormente, serão edificadas mais 41. Ele diz ainda que o custo de cada unidade, incluindo infraestrutura, é de R$ 70 mil. Equipe do município realiza também o trabalho técnico-social e, posteriormente, fará regulação fundiária de toda área. Para a terceira etapa, é necessário concluir as obras de macrodrenagem do arroio Maragatinho.

Para as obras de mais 200 casas, o Executivo informa que aguarda o lançamento do edital de execução do projeto por meio do Fundo Desenvolvimento Social (FDS) e Minha Casa Minha Vida Entidades, que já está aprovado pela Caixa Econômica Federal. O plano será executado em área de 8 hectares do município, no bairro Franco II. Está prevista também a construção da infraestrutura. Serão investidos mais de R$ 20 milhões, somando os recursos federais e a contrapartida do município. A previsão é iniciar as obras ainda neste ano.