Correio do Povo | Notícias | Municípios do Sul do RS suspendem coleta de exames pré-câncer

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

  • 23/08/2018
  • 06:41
  • Atualização: 06:59

Municípios do Sul do RS suspendem coleta de exames pré-câncer

Investigação sobre análises motivou cancelamento de contrato com laboratório que atendia Pelotas

  • Comentários
  • Correio do Povo

Cidades do Sul do Estado que tinham Pelotas como referência para os exames de câncer de colo de útero suspenderam a coleta. Com o início da investigação sobre a suspeita de que análises teriam sido feitas por amostragem em Pelotas, a prefeitura cancelou, em julho, o contrato com o laboratório que atendia a cidade e região. O Executivo pelotense contratou de forma emergencial, por dois meses, um laboratório de Piratini. A medida é válida até uma contratação em definitivo.

No Chuí, onde a média é de 25 coletas mensais, a suspensão é desde o fim de julho. “A orientação que tivemos é que era para passar o material coletado para o Hospital Universitário da Furg, em Rio Grande, que passaria a ser referência”, diz o coordenador municipal de Saúde, Ricardo Ernesto da Rosa. Ele garante que, se o médico achar que há necessidade, o município arca com o custo do exame.

Conforme a secretária de Saúde de Morro Redondo, Maria Augustina Ludtke, os municípios estão aguardando a liberação dos governos estadual e federal para voltar a realizar o exame pré-câncer e enviar a laboratório em Canguçu. “Pelo que nos falaram, em até 30 dias tudo deve estar resolvido. Até lá, está suspensa a coleta.”

O secretário de Saúde de Piratini, Diego Espíndola, também presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do RS (Cosems), afirma que o laboratório da cidade não foi escolhido, pois o Estado apresentou proposta de enviar o material para Canguçu e Rio Grande. “A ideia é recomeçar a coleta em Piratini em breve e enviar a Canguçu. Pelotas abriu mão da referência. Por questão de logística, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Chuí e São José do Norte devem enviar para o laboratório da Furg em torno de 500 todo o mês”.

Já Canguçu, Pedras Altas, Turuçu, São Lourenço do Sul, Cerrito, Cristal, Pedro Osório, Morro Redondo, Amaral Ferrador, Santana da Boa Vista, Pinheiro Machado, Herval, Arroio Grande, Jaguarão e Piratini devem ter Canguçu como referência. “Saindo a resolução no início de setembro, em reunião em Porto Alegre, as coletas devem recomeçar, totalizando 1,3 mil mensais na região”, diz Espíndola.

CPI

A Secretaria Estadual de Saúde disse que ainda não há nenhuma informação oficial sobre a nova referência para a região. Nessa quarta-feira, a CPI da Câmara de Vereadores de Pelotas que investiga a suspeita de irregularidades nos exames ouviu médicos e enfermeiros que assinaram o relatório, em julho de 2017, alertando para ausência de resultados positivos na UBS Bom Jesus.