Correio do Povo | Notícias | Serviço pedagógico especializado ganha centro em Santa Rosa

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 25 de Setembro de 2018

  • 27/08/2018
  • 11:53
  • Atualização: 13:05

Serviço pedagógico especializado ganha centro em Santa Rosa

Equipe busca identificar deficiências e prestar atendimento para alunos da educação infantil

As crianças recebem atendimento da equipe pedagógica | Foto: Felipe Dorneles / Especial / CP

As crianças recebem atendimento da equipe pedagógica | Foto: Felipe Dorneles / Especial / CP

  • Comentários
  • Felipe Dorneles

Serviço que existe há dois anos em Santa Rosa, destinado para crianças com deficiência, ganhou um espaço para o melhor desempenho de suas atividades. O Centro de Atendimento Educacional Especializado atende estudantes da educação infantil de escolas municipais. O objetivo é identificar deficiências e realizar atendimento pedagógico. A coordenadora do centro, Marilu Ester Rockenbach, explica que o serviço surgiu em 2010, destinado para estudantes do ensino fundamental e, em 2016, o atendimento foi estendido para crianças da educação infantil.

“Percebemos que identificando as deficiências e realizando os encaminhamentos necessários de forma antecipada, o sofrimento da criança na escola é menor, e ela chega mais preparada ao ensino fundamental, por exemplo”, explica. Nestes dois anos, o atendimento às crianças ocorria na escola de ensino fundamental mais próxima e, de fevereiro até julho deste ano, foi centralizado na Escola Expedicionário Weber. Com o Centro, a coordenadora entende que será possível atender as crianças de maneira mais eficiente e envolver a família no processo.

Atualmente, 63 crianças estão em atendimento no centro. Marilu explica que quando os professores identificam algum comportamento diferente nas crianças, solicitam uma avaliação. Se o laudo emitido pela equipe do centro for positivo para alguma deficiência (visual, auditiva, física ou intelectual, transtorno de aprendizagem ou autismo), tem início o atendimento. O grupo de seis pessoas, formado por educadoras especiais e psicólogas pedagógicas, realiza atividades que estimulem a fala e desenvolvimento motor e cognitivo dos alunos uma vez por semana. Eles recebem ainda atendimento especial na escola e encaminhamentos de fonoaudiologia e neurologia.

A estrutura, localizada na rua Caxias, foi montada com doações de móveis e equipamento. Além da educação infantil, outras 320 crianças do ensino fundamental recebem atendimento nas salas de recursos, estruturas montadas em cada escola. Os custos do serviço ficam a cargo do município.