Correio do Povo | Notícias | Obras autorizadas crescem 185% em Santa Cruz do Sul

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 29/08/2018
  • 10:30
  • Atualização: 10:44

Obras autorizadas crescem 185% em Santa Cruz do Sul

Foram aprovados 205.330 metros quadrados para a construção de residências e prédios

Aprovações de obras cresceram no município | Foto: Rodrigo Assmann / Gazeta do Sul / CP

Aprovações de obras cresceram no município | Foto: Rodrigo Assmann / Gazeta do Sul / CP

  • Comentários
  • Otto Tesche

Dados da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão de Santa Cruz do Sul apontam que, no primeiro semestre deste ano, houve a aprovação de 205.330 metros quadrados em projetos de obras para a construção de residências e prédios empresariais no município. O total representa crescimento de 185% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram aprovados pouco mais de 72 mil metros quadrados. O volume do primeiro semestre deste ano corresponde a quase o total de autorizações para o ano inteiro em 2017.

"A comparação entre os últimos dois anos sugere uma situação de crescimento moderado, acima da expectativa, dado o cenário de recuperação da economia do país", avalia secretário do Planejamento, Jeferson Gerhardt. O tamanho das construções também mudou. Projetos de moradias individuais, com metragem inferior a 100 metros quadrados cederam espaço a conjuntos geminados ou blocos coletivos de unidades residencias na faixa dos 150 aos 400 metros quadrados.

O comportamento do consumidor que investe na aquisição da casa própria também se revela pelo local das construções. Gerhardt explica que os bairros da Zona Norte, como Linha Santa Cruz, Linha João Alves, Jardim Europa e Independência, concentram a maior parte das autorizações para projetos. São áreas de terra e loteamentos que mantém condomínios fechados, ou com terrenos de maior tamanho, na comparação com outros bairros.

O Centro e o Distrito Industrial também registraram aumento no volume de obras aprovadas pelo município. "Estas duas regiões sempre têm empreendimentos. Geralmente são obras maiores, que no caso do Distrito Industrial referem-se a ampliações ou instalações de fábricas", afirma.