Correio do Povo | Notícias | Primeira etapa do restauro da Casa de Garibaldi será entregue em setembro

Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 22 de Setembro de 2018

  • 31/08/2018
  • 12:06
  • Atualização: 15:03

Primeira etapa do restauro da Casa de Garibaldi será entregue em setembro

Construção histórica do município de Piratini ainda terá nova fase de reparos

A casa abrigou Giuseppe Garibaldi | Foto: Angélica Silveira / Especial / CP

A casa abrigou Giuseppe Garibaldi | Foto: Angélica Silveira / Especial / CP

  • Comentários
  • Angélica Silveira

Começou em abril e deve ser concluída em setembro a primeira etapa da restauração da Casa de Giuseppe Garibaldi em Piratini, no Sul do Estado. Conforme a produtora cultural Beatriz Araújo, da ATO Produção Cultural, responsável pelo projeto, o objetivo é inaugurar a obra, que teve investimento da Corsan de R$ 317 mil, na Semana Farroupilha. “O projeto todo tem um custo de R$ 1,2 milhão, mas ainda estamos tentando captar o restante dos recursos”, conta. A casa é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e integra um dos conjuntos arquitetônicos históricos mais bem preservados do Estado.

O objetivo da restauração é a manutenção da edificação, antiga sede da Tipografia Rio-grandense, que vinha sofrendo com infiltrações, descolamento de revestimentos, mofo, ações de cupins e da umidade. O projeto técnico de restauro é assinado pela arquiteta Helenice Macedo do Couto e executado pela Data Consultoria. “Havia problemas nas calhas, que não eram trocadas há mais de 20 anos. Então, a água vinha direto dentro do prédio. Com isso comprometeu o forro, o piso de madeira e portas internas. Quando vem água da chuva gera ambiente para cupim”, explica.

O telhado foi restaurado e colocado um subtelhado com chapa metálica, além de novas calhas e tubos para queda da água da chuva. A fachada também foi recuperada com as janelas e portas externas. “O avanço do telhado (beiral) estava solto da casa e fizemos a consolidação. Desta forma não coloca em risco quem passa pela frente”, destaca Helenice. Rachaduras e trincas internas também já foram resolvidas e toda a casa está protegida contra cupins. Para o restante dos trabalhos, Beatriz confirma que o grupo pretende buscar mais verbas com estatais.

Quando concluída a revitalização, o prédio abrigará espaço de memória com acervo bibliográfico referente ao passado Farroupilha. Aprovado junto ao Ministério da Cultura, o plano conta com benefícios de isenção fiscal da Lei Rouanet. “Deixaremos a casa pronta para um centro de cultura.” A construção de 225 metros quadrados abrigou Giuseppe Garibaldi e Luiggi Rossetti e remonta das primeiras décadas de 1800, época em que o Governo Imperial elevou Piratini à categoria de Vila. Em 1835, com a Revolução Farroupilha, a cidade foi eleita a Capital da República Rio-Grandense.