Correio do Povo | Notícias | Parque eólico será construído em Xangri-Lá

Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 24/04/2013
  • 17:36
  • Atualização: 17:39

Parque eólico será construído em Xangri-Lá

Honda construirá unidade para suprir demanda de energia de sua fábrica em Sumaré

Honda construirá unidade para suprir demanda de energia de sua fábrica em Sumaré | Foto: Caco Argemi / Palácio Piratini / CP

Honda construirá unidade para suprir demanda de energia de sua fábrica em Sumaré | Foto: Caco Argemi / Palácio Piratini / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Honda Automóveis do Brasil anunciou nesta quarta-feira a construção de um parque eólico na cidade de Xangri-lá. O parque irá suprir a demanda de energia da fábrica de automóveis localizada em Sumaré (SP). Serão instaladas nove turbinas de 3MW, com capacidade instalada de 27MW. Isto representará a geração de 95 mil MWh/ano (o suficiente para abastecer uma cidade de 35 mil pessoas). Os investimentos totalizam R$ 100 milhões.

De acordo com a montadora, após a entrada em operação do parque eólico, a empresa deixará de emitir cerca de 2,2 mil toneladas de CO2 por ano, o que representa aproximadamente 30% do total gerado pela fábrica, que possui capacidade instalada para a produção de 150 mil carros por ano.

O governador Tarso Genro exaltou mais um passo na consolidação da Política Industrial do Estado, que tem a geração eólica como um dos 22 setores estratégicos. "Estamos muito orgulhosos da presença da Honda, que entre mais de 30 lugares escolheu nosso Estado para o investimento, e queremos que não pare por aqui, mas que a empresa olhe ao redor e pense grande."

Segundo o titular da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, Mauro Knijnik, o investimento da Honda se alinha à Política Industrial do Rio Grande do Sul. "Avançamos para nos tornarmos um dos maiores polos de energia eólica do país. Estamos certos de que não será o único investimento do grupo em nosso Estado".

Carlos Eigi Miyakuchi, presidente da Honda Energy do Brasil, subsidiária do grupo criada especialmente para operar o parque eólico de Xangri-lá, destaca que partir de setembro de 2014, quando o parque entrar em operação, as emissões de CO² serão reduzidas de 2,2 mil a 3 mil toneladas por ano.

A iniciativa representa o primeiro investimento da Honda no mundo em uma estrutura para suprir a demanda de energia de toda uma unidade fabril. A cidade de Xangri-lá foi escolhida pela equipe de sustentabilidade da Honda Automóveis do Brasil, após visitas a quase 30 locais, por sua logística privilegiada, disponibilidade de ventos, infraestrutura já instalada, além de rede de transmissão e subestação a um quilômetro do parque eólico.

Bookmark and Share


TAGS » Energia Eólica