Correio do Povo | Notícias | Após impasse com governo venezuelano, Gol suspende voo a Caracas

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de Novembro de 2018

  • 09/02/2016
  • 20:34
  • Atualização: 20:37

Após impasse com governo venezuelano, Gol suspende voo a Caracas

Segundo balanço da empresa, mais de R$ 400 milhões em passagens não foram repatriados

Impasse com o governo venezuelano faz Gol suspender voos entre São Paulo e Caracas  | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

Impasse com o governo venezuelano faz Gol suspender voos entre São Paulo e Caracas | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Sem conseguir repatriar mais de R$ 400 milhões da Venezuela devido a um impasse nas negociações com o governo de Nicolás Maduro, a Gol decidiu suspender voos entre São Paulo e Caracas. Em nota a empresa disse que a suspensão é temporária “até que a questão da remessa de recursos da companhia no país seja resolvida”. Os clientes serão reacomodados em voos de outras companhias.

O voo entre São Paulo e Caracas foi inaugurado em 2007. A empresa já vinha reduzindo a frequência para a capital venezuelana devido ao entrave nas negociações e operava apenas um horário por semana. Air Canadá e Alitalia suspenderam as operações em Caracas pelas mesmas razões.

Segundo o balanço da Gol referente ao terceiro trimestre de 2015, a empresa tinha R$ 433 milhões retidos na Venezuela em 30 de setembro. São recursos referentes às vendas de bilhetes aéreos dentro daquele país e que não tinham sido repatriados até então. Quando uma empresa estrangeira vende passagens aéreas em um determinado país, esses recursos precisam ser convertidos em dólar pelo banco central local para serem remetidos ao país de origem.

Nos últimos anos a Venezuela tem criado dificuldades para as remessas ao exterior em vários setores da economia, sob alegação de não ter reservas. A recessão venezuelana se agravou em função da crise que se estabeleceu a partir do baixo preço do petróleo, principal fonte de divisas.


TAGS » Economia, Venezuela, Gol