Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

  • 18/05/2017
  • 17:53
  • Atualização: 17:59

Bolsa fecha em forte queda e dólar encerra cotado a R$ 3,38

Mercado financeiro teve um dia turbulento em razão da grave crise política que atinge o País

Bolsa de Valores fecha em forte queda | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

Bolsa de Valores fecha em forte queda | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

* Com informações da AFP

Após seis altas consecutivas, a Bolsa de Valores de São Paulo fechou a quinta-feira, o dia após denúncia envolvendo o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves em forte queda: -8,8%, com 61.597 pontos. Por outro lado, o dólar, que chegou durante o dia, a ser cotado acima de R$ 3,40, encerrou cotado a R$ 3,38. O valor representa uma alta de 8,04% em relação ao dia anterior.

A Bolsa de São Paulo chegou a paralisar temporariamente suas operações pouco depois da abertura. A suspensão aconteceu às 10h20min, quando a Ibovespa caía 10,47%. Pouco depois de 11h a Bolsa já operava normalmente.

O abalo ultrapassou as fronteiras e chegou também à Argentina, que tem o Brasil como seu maior parceiro comercial. O índice Merval da Bolsa de Buenos Aires caiu 2,95%.

No início da noite dessa quarta-feira, o jornal O Globo publicou reportagem relatando o conteúdo do acordo de delação premiada firmado pelo dono do grupo JBS, o empresário Joesley Batista, com o Ministério Público Federal (MPF). Segundo a reportagem, o empresário entregou um áudio gravado durante um encontro com Temer em que o presidente sugeriu que Batista mantivesse o pagamento de uma mesada ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e ao doleiro Lúcio Funaro para que esses ficassem em silêncio.

Ainda nessa quinta-feira, a Presidência da República divulgou nota na qual informa que o presidente Michel Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha", que está preso em Curitiba, na Operação Lava Jato.