Correio do Povo | Notícias | Temer determina que Cade e PF investiguem postos de combustíveis

Porto Alegre

11ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 22 de Maio de 2018

  • 09/02/2018
  • 10:17

Temer determina que Cade e PF investiguem postos de combustíveis

Presidente falou que considera uma "agressão" ao consumidor reduções não chegarem até as bombas

Presidente falou que considera uma

Presidente falou que considera uma "agressão" ao consumidor reduções não chegarem até as bombas | Foto: Alan Santos / PR / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O presidente Michel Temer disse que considera uma “agressão ao consumidor” o fato de que as reduções de preços da gasolina anunciadas pela Petrobras nas refinarias não são repassadas às bombas. Segundo ele, o governo não vai permitir esse comportamento e foi determinado que a Polícia Federal (PF) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que fiscalizem os postos.

“Determinamos ao Cade e à Polícia Federal que fiscalizem os postos”, disse, em entrevista à Rádio Guaíba. O presidente explicou que “a Petrobras decidiu fazer os aumentos ou as reduções de acordo com os preços internacionais. Quando tem aumento, a bomba de gasolina registra o aumento e quando tem redução, não registra a redução. Não vamos permitir isso. Vamos colocar a Polícia Federal, o Cade, atrás dessa fiscalização para impedir essa espécie de quase agressão ao consumidor. Essa providência está sendo tomada”, disse.

Nessa quinta-feira, o ministro da Secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco, se reuniu com o presidente do Cade, Alexandre Barreto, e pediu que o Conselho investigue os preços praticados por postos de combustíveis.

Temer afirmou que governo estuda medidas para reduzir o impacto do preço do gás de cozinha para a população de baixa renda, a serem anunciadas em breve. “Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grade”, disse.