Correio do Povo | Notícias | Comissária europeia de Comércio irá aos EUA falar de tarifas

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Novembro de 2018

  • 19/03/2018
  • 08:55
  • Atualização: 09:13

Comissária europeia de Comércio irá aos EUA falar de tarifas

Trump anunciou sobretaxas de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio

Trump anunciou tarifas de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio | Foto: Mandel Ngan / AFP / CP

Trump anunciou tarifas de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio | Foto: Mandel Ngan / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A comissária europeia do Comércio, Cecilia Malmström, viajará para Washington nesta terça e quarta-feiras para tratar das barreiras tarifárias que os Estados Unidos querem aplicar ao aço e ao alumínio - informou uma fonte próxima à Comissão. Malmström se reunirá com seu homólogo americano, Wilbur Ross, acrescentou a mesma fonte.

Na última quinta-feira, o Executivo europeu anunciou que os dois dirigentes se encontrariam esta semana, sem dar detalhes. A visita de Malmström acontece depois da do ministro alemão da Economia, Peter Altmaier, que chegou no último domingo a Washington para se reunir até terça com representantes do governo americano.

Antes de voar para os Estados Unidos, Altmaier afirmou, em entrevista ao jornal alemão "Handelsblatt", que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, "não conseguirá" dividir os Estados-membros da UE sobre o tema do comércio. A União Europeia é "uma união aduaneira e atua de maneira coletiva. Dividir a Europa não pode ser do interesse do governo americano e não conseguirá", disse.

Com seu excedente comercial recorde, a Alemanha está especialmente na mira de Trump. Trump imporá tarifas de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio, ignorando as advertências repetidas de muitos de seus aliados. Essas sobretaxas devem entrar em vigor em 23 de março para todos os países do mundo, salvo México e Canadá.

Reflexo no Brasil 

O Brasil aguarda resposta dos Estados Unidos sobre a abertura de um diálogo em torno das sobretaxas de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio. O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, enviou na outra semana uma carta ao representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, colocando-se à disposição para falar sobre o tema.

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, enviou carta ao secretário de Comércio, Wilbur Ross, com o mesmo propósito. O governo brasileiro quer saber quais são os critérios para aplicação ou exclusão de produtos da lista sobre a qual incidirá a sobretaxa. Quer também reiterar que as exportações brasileiras de aço para aquele mercado não representam ameaça à segurança nacional, uma vez que 80% dos embarques são de produtos semiacabados que são processados por indústrias americanas.


TAGS » Economia, EUA, Tarifa