Correio do Povo | Notícias | Produção industrial avança 0,8% em abril

Porto Alegre

27ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 05/06/2018
  • 09:23
  • Atualização: 09:43

Produção industrial avança 0,8% em abril

Crescimento do setor foi influenciado por produtos derivados do petróleo e biocombustíveis

Produtos derivados do petróleo influenciaram o crescimento industrial de abril  | Foto: Alina Souza

Produtos derivados do petróleo influenciaram o crescimento industrial de abril | Foto: Alina Souza

  • Comentários

A produção industrial nacional avançou 0,8% em abril, se comparado ao mês anterior. O crescimento ocorre após uma cerca estabilização do setor que em março recuou -0,1% e, em fevereiro, 0,1%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na série sem ajuste sazonal, em relação a abril de 2017, a indústria cresceu 8,9%, sua 12ª taxa positiva consecutiva e a mais acentuada desde abril de 2013 (9,8%).

O setor industrial acumulou alta de 4,5% no ano e de 3,9% nos 12 meses. Este último indicador foi o mais elevado desde maio de 2011 (4,5%) e mantem trajetória ascendente desde junho de 2016 (-9,7%). A publicação completa da Pesquisa Industrial Mensal (PIM-PF) pode ser acessada ao lado desta página.

O avanço de 0,8% da indústria em abril teve predomínio de resultados positivos, alcançando as quatro grandes categorias econômicas e 13 dos 26 ramos pesquisados. Entre os setores, as principais influências positivas vieram de coque (combustível derivado da hulha - carvão betuminoso), produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (5,2%) e de veículos automotores, reboques e carrocerias (4,7%), com o primeiro intensificando o crescimento de 0,8 verificado no mês anterior; e o segundo avançando pelo terceiro mês consecutivo e acumulando expansão de 8,7%.

Já entre os onze ramos que reduziram a produção em abril, os desempenhos mais importantes foram perfumaria, sabões, produtos de limpeza e de higiene pessoal (-7,3%), máquinas e equipamentos (-3,1%), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-4,0%) e produtos de borracha e de material plástico (-2,0%), com todos revertendo os índices positivos de março: 6,0%, 2,4%, 4,1% e 0,3%, respectivamente.