Correio do Povo | Notícias | Cesta básica de Porto Alegre reduz mais de R$ 15 em agosto

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Novembro de 2018

  • 05/09/2018
  • 12:20
  • Atualização: 13:01

Cesta básica de Porto Alegre reduz mais de R$ 15 em agosto

Ao todo, redução chega a 3,50% no período

Preço de oito produtos reduziu em agosto | Foto: Pedro Revillion / CP Memória

Preço de oito produtos reduziu em agosto | Foto: Pedro Revillion / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

Em três meses, a cesta básica de Porto Alegre deixou de ser a mais cara do País para acumular redução de 7,43%. Em agosto, o preço dos alimentos analisados diminuiu R$ 15,21, e a cesta básica fechou o mês em R$ 419,81 – sendo que em julho o valor era de R$ 435,02 e em junho, R$ 452,81. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Oito produtos colaboraram para a redução do preço da cesta. O principal deles foi a batata, que ficou 17,81% mais barata no período, seguida pelo tomate (-9,07%), banana (-5,10%), carne (-4,39%), leite (-2,76%), o café (-1,46%), o açúcar (-1,28%) e o óleo de soja (-0,78%). Por outro lado, cinco itens subiram de preço: feijão (5,09%), arroz (2,68%), farinha de trigo (2,44%), manteiga (1,55%) e pão (0,90%).

Em agosto, o valor da cesta básica representou 47,83% do salário mínimo líquido, contra 49,56% em julho de 2018 e 51,71% em agosto de 2017. O trabalhador com rendimento de um salário mínimo necessitou, em agosto, cumprir uma jornada de 96 horas e 49min para adquirir os bens alimentícios básicos. Essa jornada foi inferior a registrada em julho (104h 40 min) e menor do que a verificada em agosto de 2017 (106h 29min).

Outras capitais

Mesmo registrando a maior redução da cesta básica em agosto (-3,50%), contra -3,36% em João Pessoa e -3,02% em Salvador, Porto Alegre ainda está entre as capitais que apresentam os itens alimentícios mais caros, ocupando a terceira posição.

A cesta mais cara foi registrada em São Paulo (R$ 432,81), seguida pela de Florianópolis (R$ 431,30), Porto Alegre (R$ 419,81) e Rio de Janeiro (R$ 417,05). Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 311,92) e São Luís (R$ 329,42).