Correio do Povo | Notícias | MPs pedem suspensão de licitação para hidrelétrica no rio Uruguai

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 21/01/2015
  • 16:32
  • Atualização: 16:56

MPs pedem suspensão de licitação para hidrelétrica no rio Uruguai

Justificativa é que construção vai atingir região natural protegida por lei

Salto do Yucumã, maior salto longitudinal do mundo, pode ser parcialmente inundado pela hidrelétrica | Foto: Telmo Rosa Lopes / Especial CP

Salto do Yucumã, maior salto longitudinal do mundo, pode ser parcialmente inundado pela hidrelétrica | Foto: Telmo Rosa Lopes / Especial CP

  • Comentários
  • Samuel Vettori / Rádio Guaíba

Os Ministério Públicos Federal (MPF) e Estadual (MP) ajuizaram ação civil pública com pedido de liminar exigindo a paralisação imediata do processo de licenciamento ambiental da usina hidrelétrica binacional Panambi, no rio Uruguai. Os órgãos sugerem que a inundação com o represamento do rio Uruguai vai atingir o Parque Estadual do Turvo. Por ser Unidade de Conservação de Proteção Integral, o local não pode sofrer qualquer alteração e intervenção humana.

A construção vai atingir uma área de 11 cidades gaúchas e, de acordo com os órgãos, causar danos irreversíveis ao meio ambiente e ao patrimônio arqueológico. Espécies ameaçadas de extinção, como os peixes dourado e surubim, que não poderão se reproduzir nos reservatórios, ficarão comprometidas, alertou a procuradora da República Letícia Carapeto Benrdt.

A construção da usina hidrelétrica compreende áreas de Alecrim, Doutor Maurício Cardoso, Novo Machado, Porto Mauá, Santo Cristo, Tucunduva, Tuparendi, Crissiumal, Derrubadas, Esperança do Sul e Tiradentes do Sul. A obra deve ocorrer na fronteira com a Argentina e, depois de iniciada, durar cinco anos.