Correio do Povo | Notícias | Festival Internacional de Balonismo tem início em Torres

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

  • 30/04/2015
  • 18:08
  • Atualização: 19:06

Festival Internacional de Balonismo tem início em Torres

Uma das novidades é cercamento da arena

  • Comentários
  • Marco Aurélio Ruas

O primeiro dia do 27º Festival Internacional de Balonismo já contou com balões colorindo o céu de Torres nesta quinta-feira. Apesar do tempo nublado e a chuva fina, cinco balonistas se aventuraram e alçaram voo na modalidade Fiesta – quando a prática é livre, sem valor para a competição. Com a maior probabilidade de mudanças no vento, já que as condições não estavam ideais, os balões ficaram por cerca 30 minutos no ar.

Na manhã desta sexta ocorrerá a primeira prova do evento, que vai até 3 de maio. Às 6h30min os pilotos se reunirão para um briefing, quando serão informados sobre como se dará a atividade. Em seguida os competidores se encaminharão para os seus balões, e começará a primeira prova de balonismo do festival.

A expectativa da organização é de que o tempo melhore, oferecendo condições mais apropriadas para os voos. A mesma expectativa de melhora também se espera para o gramado da arena de balonismo, que acabou sendo prejudicado pela chuva. “O campo acabou destruído, mas esperamos recuperá-lo assim que a chuva cessar”, afirmou o diretor técnico do festival, Bruno Schwartz. Durante uma reunião com as equipes de balonismo, ele comemorou o fato de que a competição apresentará um alto nível de desempenho, por conta dos pilotos participantes e do microclima favorável do município. Neste ano, há competidores representando países como a Argentina, Alemanha e República Tcheca.

Devido ao tempo instável, e por se tratar de um dia útil, a movimentação de visitantes no primeiro acabou sendo baixa. Sendo assim, os organizadores e comerciantes do evento aproveitaram para acertar os últimos detalhes da estrutura montada no parque. Porém, quem circulou pelo local já pôde aproveitar o dia com as diversas atividades culturais disponibilizadas e a variedade de comidas na praça de alimentação. “Temos que ter calma e comprometimento. Este será um grande evento”, ressaltou a prefeita de Torres, Nilvia Pinto Ferreira. Com a melhora no tempo, e por ser feriado, a expectativa é de que o público melhore consideravelmente nesta sexta.

Novidade é cercamento da arena

Com um foco maior na competição entre os balonistas, a 27ª edição do Festival Internacional de Balonismo de Torres, no Litoral Norte, foi iniciada nesta quinta-feira em uma cerimônia pequena. A prefeita do município, Nilvia Pinto Ferreira, fez o descerramento da faixa no portão de entrada do festival, onde relatou algumas das mudanças realizadas para a edição deste ano. “Investimos muito mais, porque Torres e o Estado merecem”, afirmou. Uma das alterações realizadas foi a terceirização do estacionamento e da arena de shows do festival. “Gastávamos cerca de R$ 1,2 milhões na arena de shows. Com a terceirização, o valor passou para R$ 175 mil. Com isso, pudemos investir em outros setores do evento”, relatou a prefeita.

Outra mudança em relação ao ano passado é o cercamento da arena de balonismo. “Esta ação foi realizada tendo em vista a segurança do terreno, que é uma exigência da Anac”, disse Bruno Schwartz, diretor técnico do evento. A arena de show saiu da área do parque e foi para a rua Universitária, que fica em uma localidade próxima. Segundo a secretária de Turismo de Torres, Vivian Rocha, todas as alterações visam a retomada da competição de balonismo como principal atração do festival sem prejudica as atividades culturais e de lazer que também são opções no local. “A arena de balões estava esquecida. E, na realidade, ela é a menina dos olhos deste evento. Por isso voltamos nossos esforços na valorização da competição de balonismo”, justificou. Mesmo com a expectativa das provas de balonismo serem a maior atrativo desta edição do festival, o evento conta com atividades desde a manhã até a noite, e com programação para todas as idades.

Sendo a maior competição de balonismo da América Latina, Schwartz tem a expectativa de que esta edição do festival seja a mais competitiva de todas. “Passamos de 32 balões participantes para 45. Além disso, há concorrentes a serem batidos nas provas, o que deve elevar o nível da competição”, argumentou. O diretor técnico se refere a participação do alemão Uwe Schneider, vice-campeão mundial da modalidade. “Também estará concorrendo o paulista Sacha Haim, que já ganhou oito vezes o festival”, disse. O alemão tentará uma vitória inédito, já que nenhum estrangeiro venceu o festival até hoje.


TAGS » Geral, Torres, Balonismo