Correio do Povo | Notícias | Mercado Público deverá ser reinaugurado no final deste ano

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

  • 04/05/2015
  • 13:46
  • Atualização: 13:58

Mercado Público deverá ser reinaugurado no final deste ano

Dificuldade com fornecedor de telhas diminuiu ritmo de trabalho de restauração

  • Comentários
  • Cláudio Isaías

Depois de um ano e 10 meses do incêndio que destruiu o segundo pavimento do Mercado Público de Porto Alegre, 80% das obras de restauro da estrutura estão concluídas. O Mercado Público deverá ser reinaugurado no final deste ano, segundo os permissionários. A Associação dos Permissionários do Mercado Público, Ivan Konig explica que foram feitas melhorias no telhado (ocorreu a mudança do material do telhado, de madeira para metal), na rede elétrica e de água. “O mercado vai ser devolvido à população muito melhor do que era”, ressaltou. O governo federal garantiu R$ 19,5 milhões para a restauração de um dos cartões postais da cidade.

O diretor de Próprios da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic), Antônio Lorenzi, explicou que a obra de restauração do Mercado Público está em andamento, mas não no ritmo que a prefeitura gostaria. “Estamos com dificuldades de encontrar fornecedores de telhas para parte do telhado central do Mercado”, explicou. Segundo ele, são 700 metros quadrados de telhas que compreendem o trecho da avenida Borges de Medeiros, rua Júlio de Castilhos e parte da Praça Parobé. Conforme Lorenzi, com a falta do material, ocorreu uma diminuição no ritmo de trabalho de restauração do Mercado Público. “Precisamos da cobertura para que possamos prosseguir com o trabalho de recuperação. Estamos contatando fornecedores e esperamos resolver a questão em breve.” Lorenzi preferiu não estimar uma data para a conclusão das obras do Mercado. “Falta pouco. Estamos com quase 80% dos trabalhos terminados”, limitou-se a informar.

A reforma do Mercado Público é feita empresa Arquium, especialista nesse tipo de serviço e responsável pela última grande reforma do prédio ainda na década de 1990. O Mercado Público, foi atingido por um incêndio no dia 6 julho de 2013. Ele foi reaberto em 13 de agosto, 38 dias depois do incidente, com parte dos estabelecimentos do andar térreo voltando a funcionar. No pavimento superior, foco do incêndio, funcionavam oito restaurantes, o Memorial do Mercado, um auditório, banheiros e salas como a da Associação do Comércio do Mercado Público Central e do projeto Monumenta. Os estabelecimentos foram transferidos para o andar térreo.