Correio do Povo | Notícias | STJ mantém condenação de pilotos americanos em acidente com boeing da GOL

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

  • 26/06/2015
  • 16:39
  • Atualização: 16:47

STJ mantém condenação de pilotos americanos em acidente com boeing da GOL

Desastre ocorreu em 2006 e matou 154 passageiros, durante a viagem entre Manaus e Brasília

  • Comentários
  • Agência Brasil

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o fim do processo que condenou os pilotos americanos Joseph Lepore e Jean Paul Paladino pelo acidente com o Boeing da Gol, em 2006, quando morreram 154 passageiros.

No início do mês, o presidente do STJ, Francisco Falcão, rejeitou o último recurso apresentado pela defesa dos pilotos e manteve a condenação da Justiça Federal. A decisão não significa, no entanto, que os pilotos cumprirão a pena, pois ainda cabe recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Os advogados tentaram reverter a decisão da 5ª Turma do STJ, de agosto do ano passado, que aplicou aos pilotos pena de três anos e um mês de reclusão, em regime aberto, pelo crime de atentado contra a segurança do transporte aéreo.

O acidente aconteceu em 30 setembro de 2006, quando o Boeing 737-800 da Gol, que voava de Manaus para Brasília, bateu em pleno voo contra um jato Legacy pilotado por Lepore e Paladino.

De acordo com as investigações, eles desligaram o transponder - aparelho de uso obrigatório que informa a posição exata das aeronaves aos controladores de voo. O boeing caiu na Floresta Amazônica. Apesar de danificado, o jato Legacy conseguiu pousar na Base Aérea da Serra do Cachimbo (PA).