Correio do Povo | Notícias | Cerca de 4 mil participam de desfile cívico em Porto Alegre

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

  • 04/09/2015
  • 11:54
  • Atualização: 12:02

Cerca de 4 mil participam de desfile cívico em Porto Alegre

Mais de dez escolas participaram de ato na Restinga

Mais de dez escolas participaram de ato na Restinga | Foto: Paulo Nunes

Mais de dez escolas participaram de ato na Restinga | Foto: Paulo Nunes

  • Comentários
  • Karina Reif

Compondo as festividades da Semana da Pátria, cerca de 4 mil pessoas participaram nesta sexta-feira de desfile cívico no bairro Restinga, zona Sul de Porto Alegre. Com o tema Nosso Jeito de Mudar o Mundo, mais de dez escolas integraram a atividade, que contou com bandas marciais e adereços simbolizando a paz e a cidadania.

“A Restinga tem se caracterizado por escolher temas relacionados ao cotidiano. O desfile é uma forma de mostrar aos jovens que é possível fazer mudanças. Não adianta se omitir. Na educação, mostramos que os alunos têm direitos e deveres”, observou a secretaria municipal da Educação (Smed), Cleci Maria Jurach. Apesar de o país estar passando por uma crise econômica e política, ela avalia que o orgulho da pátria é independente. “O Brasil está acima de políticos e governo. Cada um pode fazer algo e o Brasil somos todos nós”, ressaltou.

No mesmo sentido, o conselheiro do Orçamento Participativo e líder comunitário da Restinga, André Seixas. Na opinião dele, é necessário recuperar o espírito cívico. Lembra também que os desfiles ficaram associados à Ditadura Militar e nos últimos anos perderam força. Contudo, a cidadania e a defesa do país não precisam estar relacionadas ao regime.

O auxiliar de serviços gerais Celso Rodrigues, 46 anos, desfilou até os 15 anos na Restinga. O evento já é tradição no bairro e reúne diversos moradores para assistir. Mesmo não participando mais, ele voltava todos anos para acompanhar as escolas. Ontem foi a primeira vez que o filho Antony de 4 anos integrou o desfile. “Ele estava muito ansioso ensaiando”, comentou a mãe da criança, Patrícia Jacinto, 34. Ambos consideram a atividade como parte da educação. “É uma forma de representar a pátria e ensinar os deveres”, afirmou ela. “A casa é a base e a escola complementa o que fazemos”, disse o pai.

Segundo a Smed, mais de 20 escolas da rede municipal de ensino participam de desfiles alusivos aos 193 anos da independência do Brasil. Neste sábado, ocorre o tradicional desfile da Mocidade na avenida José Bonifácio, bairro Bom Fim, a partir das 9h30min. “O Meu Jeito De Ser Brasileiro” é o tema deste ano.