Correio do Povo | Notícias | Dnit não tem prazo para entrega da segunda ponte do Guaíba

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

  • 28/09/2016
  • 14:55
  • Atualização: 15:06

Dnit não tem prazo para entrega da segunda ponte do Guaíba

Governo federal anunciou o repasse de verbas, mas ele ainda não está disponível para o órgão

Dnit ainda não sabe quando conseguirá reiniciar a obra da segunda ponte do Guaíba | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

Dnit ainda não sabe quando conseguirá reiniciar a obra da segunda ponte do Guaíba | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

  • Comentários
  • Guilherme Kepler / Rádio Guaíba

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) evita estimar um prazo para o reinício e a conclusão das obras da segunda ponte do Guaíba, em Porto Alegre. O órgão federal ainda espera o sistema do Ministério do Planejamento protocolar o valor de R$ 84 milhões, liberado na segunda-feira, para então repassar o montante. Nesta quarta-feira, a assessoria do Departamento reiterou que a execução da obra e o prazo de entrega dependem da liberação das verbas, pelo governo federal.

De acordo com o Dnit, já foram executados 38,2% dos serviços previstos para a estrutura da ponte. O órgão garantiu, também, que não houve comprometimento das obras durante a paralisação do canteiro. Inicialmente, a entrega era prevista para 2017. Os trabalhos começaram, em 2014, com a construtora Queiroz Galvão. No fim de 2015, a execução dos trabalhos começou a atrasar devido à queda de repasses pelo governo federal.

A segunda ponte, orçada em R$ 650 milhões, vai medir 12,3 quilômetros com um total de cinco quilômetros de trecho em aterro e 7,3 quilômetros em obras de artes especiais (ponte sobre os canais navegáveis, elevada e viadutos). Com 27 metros de largura nos vãos principais, a pista vai contar com duas faixas de rolamento com acostamento e refúgio central.

A construção de outra ponte sobre o Guaíba visa ampliar a interligação da região Metropolitana de Porto Alegre com a Metade Sul e desafogar o tráfego. Segundo o Dnit, a expectativa é de que 50 mil veículos utilizem a ponte diariamente.