Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

  • 13/07/2017
  • 08:34
  • Atualização: 08:38

Revitalização da Andradas depende de recursos

Marchezan afirmou que obra não está em análise ainda porque não existe um projeto

Prefeito Marchezan afirmou que obra não está em análise ainda porque não existe um projeto | Foto: Samuel Maciel / CP

Prefeito Marchezan afirmou que obra não está em análise ainda porque não existe um projeto | Foto: Samuel Maciel / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A revitalização da Rua dos Andradas, no Centro Histórico da Capital, e conclusão de obras prometidas para a Copa do Mundo de 2014 dependem da busca de recursos junto ao sistema financeiro. A informação foi dada nessa quarta-feira pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, na Feira Brasileira do Varejo (FBV) realizada no Centro de Eventos do BarraShoppingSul.

“Estamos buscando soluções de contrapartida com a Caixa ou com outra instituição do sistema financeiro. Todas as obras estão na necessidade de contrapartida”, explicou. No caso da Andradas, o prefeito disse que a obra não está em análise ainda porque não existe um projeto. Quem circula pela Andradas, no trecho entre a avenida Borges de Medeiros e a rua General Câmara, precisa ter cuidado com irregularidades na pavimentação, como pedras soltas e buracos.

Em 2015, a Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov) chegou a divulgar imagens de como ficaria a Rua dos Andradas com a revitalização. No trecho compreendido entre as ruas General Câmara e a Marechal Floriano Peixoto, teria uma faixa central de 4,5 metros de largura em paralelepípedo de basalto.

Estavam previstas ainda duas faixas paralelas de 1,6 metro de largura em concreto e, nas laterais, duas faixas de 2 metros de largura em lajes de granito, que manteriam o estilo do atual calçadão, utilizando as partes que não estão degradadas. A previsão era de que a licitação saísse ainda no primeiro semestre de 2015. A obra custaria R$ 10 milhões e os recursos seriam provenientes da Corporação Andina de Fomento (CAF).