Correio do Povo | Notícias | Municipários realizam "bicicletaço" em Porto Alegre contra o parcelamento de salários

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 16 de Dezembro de 2018

  • 07/10/2017
  • 14:39
  • Atualização: 14:44

Municipários realizam "bicicletaço" em Porto Alegre contra o parcelamento de salários

Servidores municipais e estaduais pedalaram até o Parque da Redenção

Servidores municipais e estaduais pedalaram até o Parque da Redenção | Foto: Guilherme Testa

Servidores municipais e estaduais pedalaram até o Parque da Redenção | Foto: Guilherme Testa

  • Comentários
  • Cláudio Isaías

Pelo menos 200 ciclistas participaram no sábado do bicicletaço em defesa da cidade e #Fora Marchezan. A iniciativa reuniu servidores municipais e estaduais na Usina do Gasômetro que pedalaram até o Parque da Redenção.

O diretor-geral do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), Jonas Reis, informou que na segunda-feira os trabalhadores farão piquetes nos locais de trabalho contra o parcelamento dos salários e pela retirada do projetos de lei enviados pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior à Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Reis explicou que na segunda-feira os servidores municipais em greve estarão na Câmara de Vereadores para discutir os projetos do Executivo municipal. Na segunda-feira, a direção do Simpa estará reunida com a mesa diretora da Câmara de Municipal e com os líderes das bancadas dos partidos. O encontro será a partir das 9h30min.

Conforme Reis, o objetivo é discutir com os vereadores os projetos de lei enviados pelo Executivo que alteram o Estatuto dos Funcionários Públicos e a Lei Orgânica. No local, será servido um café da manhã. “Ao contrário do prefeito Nelson Marchezan Júnior, queremos conversar com cada um dos vereadores de Porto Alegre”, destacou.

Os servidores municipais estarão acampados em frente ao Legislativo municipal a partir das 7h. Ainda sem negociações com a prefeitura, os municipários vão seguir com os serviços paralisados na educação e na saúde até terça-feira, dia 10.

O futuro da paralisação dos trabalhadores do Município será discutido na terça-feira, dia 10, em uma assembleia na Casa do Gaúcho no Parque da Harmonia, às 15h. Na parte da manhã, os funcionários municipais farão um caminhada até o prédio do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e depois até a sede da Secretaria Municipal de Educação (Smed), na rua dos Andradas.

Além de reivindicarem a retirada dos projetos de lei enviados pela prefeitura à Câmara Municipal, os servidores municipais são contrários o parcelamento de salários. Entre as propostas da prefeitura de Porto Alegre, está a mudança ou extinção das gratificações, postergação da data de pagamento, oficialização do parcelamento e fim da licença-prêmio.