Correio do Povo | Notícias | Monumento Júlio de Castilhos na Praça da Matriz é restaurado

Porto Alegre

32ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 16 de Dezembro de 2018

  • 14/12/2017
  • 08:04
  • Atualização: 08:06

Monumento Júlio de Castilhos na Praça da Matriz é restaurado

Renovação começou em abril e envolveu inclusive plataforma de fixação da peça e estrutura ao seu redor

Toda a obra custou cerca de R$ 1,1 milhão | Foto: Guilherme Almeida

Toda a obra custou cerca de R$ 1,1 milhão | Foto: Guilherme Almeida

  • Comentários
  • Correio do Povo

Após passar por restauro, coordenado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, através do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o monumento Júlio de Castilhos, localizado na Praça da Matriz, foi entregue aos portoalegrenses na tarde de ontem. A obra de restauro, que também incluiu a plataforma onde o monumento está fixado e o entorno, como as pedras de basalto e os guarda-corpos, também fizeram parte da restauração. 

Uma data oficial para a entrega do restauro deve ser agendada. Toda a obra custou cerca de R$ 1,1 milhão, recurso oriundo do Iphan, por intermédio do PAC Cidades Históricas. O Iphan acompanhou e fiscalizou toda a execução do restauro.

Conforme a coordenadora do PAC Cidades Históricas, vinculada à Coordenação de Memória Cultural da Secretaria Municipal de Cultura, Briane Bicca, o prazo de entrega do monumento, que estava previsto para 22 de outubro, foi prorrogado por dois meses, sendo entregue ainda antes do prazo. “Precisamos fazer o aditivo para prorrogar a entrega, pois descobrimos que havia cerca de 500kg de concreto no topo do monumento, o que estava danificando o restante da estrutura”, explicou Briane. Como o peso estava no ponto mais alto da escultura, Briane disse que não seria possível saber antes do diagnóstico, que foi feito com um equipamento específico.

Segundo ela, o projeto que prevê a obra de restauro da Praça da Matriz, como um todo, foi entregue à Caixa Econômica Federal ontemà Caixa Econômica Federal e a revitalização do espaço públio prevê RS$ 2,9 milhões