Correio do Povo | Notícias | Lagoa da Rondinha é opção para veranistas em Pinhal

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Novembro de 2018

  • 02/02/2017
  • 16:09
  • Atualização: 16:34

Lagoa da Rondinha é opção para veranistas em Pinhal

Local apresenta beleza natural e é guarnecido por salva-vidas

Mar ou as águas calmas da Lagoa da Rondinha, situada a 1 quilômetro do Centro do Balneário, na localidade de Portal da Figueira | Foto: Alina Souza

Mar ou as águas calmas da Lagoa da Rondinha, situada a 1 quilômetro do Centro do Balneário, na localidade de Portal da Figueira | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Paulo Tavares

O veranista que for a Balneário Pinhal terá mais de uma opção para nadar: o mar ou as águas calmas da Lagoa da Rondinha, situada a 1 quilômetro do Centro do Balneário, na localidade de Portal da Figueira. O local, ainda rústico, apresenta uma beleza natural exuberante, com a sua margem tomada por juncos. Um trapiche foi construído e leva até dentro da lagoa, onde é possível mergulhar sem ter grandes problemas, pois perto da margem é raso. Com cerca de 2 quilômetros de extensão, o local é guarnecido por salva-vidas, mas tem apenas um trailer para que os turistas possam comprar cachorro-quente. Banheiros químicos foram instalados no terreno. A entrada e gratuita.

Foto: Alina Souza

Quem chega no local tem que entrar por uma pequena estrada de chão batido e com alguns buracos.  Após isso, é só estacionar o carro e desfrutar o ar tranquilo da lagoa. Muitos frequentadores costumam pegar tijolos para fazer churrasco. De acordo com o secretário interino do Meio Ambiente de Balneário Pinhal, Gilson Prestes, um projeto de melhorias no local deverá ser posto em prática para o ano que vem. Nele, salientou, está prevista a construção de um caminho, que virá da margem perto da ERS 040 até o trapiche, algo em torno de 2 quilômetros. Neste caminho deverão ser instalados quiosques para que os visitantes tenham opções de alimentação. "A lagoa recebe cerca de 50 pessoas nos finais de semana", calcula Prestes. "Com as melhorias, é bem provável que o número de visitantes duplique", comentou.

Maria Noemi de Castro foi pela primeira vez a Lagoa da Rondinha e ficou encantada com o local. Ela, que é moradora de Porto Alegre, contou ter adquirido um terreno próximo do local e pretende ir seguido na lagoa. Como tem problemas nas pernas, Maria Noemi disse não poder entrar muito no mar, pois as ondas fortes a derrubam e ela necessita do amparo de alguém para levantar-se. "Na lagoa é diferente, pois a água é calma", ressaltou. "Mesmo assim preciso que uma das minhas filhas entre comigo".

Foto: Alina Souza