Correio do Povo | Notícias | Clima é tenso em prédio ocupado pelo MLB no Centro de Porto Alegre

Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 22/07/2017
  • 09:43
  • Atualização: 10:11

Clima é tenso em prédio ocupado pelo MLB no Centro de Porto Alegre

Lanceiros convivem como medo de uma nova reintegração de posse

Edifício onde ficava o antigo Hotel Açores foi invadido há 18 dias | Foto: Guilherme Testa / CP

Edifício onde ficava o antigo Hotel Açores foi invadido há 18 dias | Foto: Guilherme Testa / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O clima entre os integrantes da ocupação Lanceiros Negros Vivem, que estão há 18 dias no prédio do antigo Hotel Açores, na Rua dos Andradas, no Centro de Porto Alegre, é de extrema tensão. Na sexta-feira pela manhã, um grupo de dez de pessoas, que não quiseram se identificar, controlava a movimentação policial. A preocupação decorre do fato de que a reintegração de posse do edifício localizado no centro da cidade determinada pela Justiça pode ocorrer a qualquer momento. No local, estão mais de cem pessoas entre crianças, adolescentes e adultos.

O Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) enviou quinta-feira à noite uma denúncia à Organização dos Estados Americanos (OEA) em que relata a ineficiência do Estado brasileiro quanto ao problema do déficit habitacional no país. O documento enviado à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA afirma que a “consequência da ausência de políticas públicas na área habitacional é a violação do direito à vida e a integridade física”.

O MLB aborda ainda aspectos do déficit habitacional e da falta de políticas públicas de moradia nos planos nacional, estadual e municipal. O documento enviado à OEA possui informações sobre a reintegração de posse realizada na noite de 14 de junho no prédio da rua General Câmara, no Centro Histórico.

O movimento Lanceiros Negros Vivem ocupou o antigo Hotel Açores na madrugada do dia 4 de julho. O grupo ingressou no prédio por volta das 4h. Nas fachadas do prédio, foram estendidas bandeiras do MLB, que organiza a ocupação. Na entrada do prédio, foram colocados pelo menos três correntes e cadeados. O edifício possui sete andares e pelo menos 60 quartos. A nova ocupação ocorreu 20 dias depois de a BM realizar a reintegração de posse do antigo prédio do Ministério Público Estadual.