Correio do Povo | Notícias | Aprovado projeto que permite uso do BikePOA com o cartão TRI

Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 06/09/2017
  • 23:01
  • Atualização: 23:22

Aprovado projeto que permite uso do BikePOA com o cartão TRI

Proposta é que sistema seja integrado e que bicicletas sejam trocadas por modelos mais modernos

Proposta é que sistema seja integrado e que bicicletas sejam trocadas por modelos mais modernos | Foto: Guilherme Testa / CP Memória

Proposta é que sistema seja integrado e que bicicletas sejam trocadas por modelos mais modernos | Foto: Guilherme Testa / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, nesta quarta-feira, um projeto do vereador Paulinho Motorista (PSB) que permite que o cartão TRI, utilizado no transporte coletivo de ônibus, sirva também para a compra antecipada de passes do Serviço de Bicicletas Públicas de Aluguel, o BikePOA. A proposta prevê que os sistemas sejam integrados a fim de universalizar o acesso.

Atualmente, só consegue comprar os passes para as bicicletas quem dispõe de cartão de crédito. O projeto estabelece, ainda, que a operadora do BikePOA ofereça atendimento telefônico gratuito aos usuários do sistema por meio de uma linha 0800.

Em agosto, a Prefeitura já havia anunciado que espera fazer a integração até dezembro. As 400 bicicletas também devem ser substituídas por novas, mais confortáveis e leves, que estão sendo importadas do Canadá, de acordo com o CEO da empresa responsável pelo sistema. A promessa é de manutenção dos valores. Atualmente, o aluguel ilimitado custa R$ 10 ao mês.

As estações serão modernizadas e algumas poderão trocar de lugar. Não há garantia de que as paradas que foram removidas anteriormente sejam retomadas, mesmo que as novas bicicletas ofereçam reforço contra os casos de vandalismo. A EPTC estuda a possibilidade de mudança nos locais de algumas estações.

O Bike POA não gera custo para a cidade, já que é um projeto financiado pelo Itaú em várias capitais. Desde 2012 em Porto Alegre, 270 mil pessoas cadastradas realizaram 1,1 milhão de viagens.