Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018

  • 03/01/2018
  • 15:46
  • Atualização: 15:54

BM amplia buscas por cobra que teria provocado afogamento de menino no Norte do RS

Segundo tio da vítima, réptil puxou garoto para dentro do rio

Buscas por cobra que teria provocado afogamento de menino foi ampliada | Foto: CABM / Divulgação / CP

Buscas por cobra que teria provocado afogamento de menino foi ampliada | Foto: CABM / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Comando Ambiental da Brigada Militar (CABM) ampliou as buscas por uma cobra que teria provocado o afogamento do menino Guilherme da Silva Andrade, 12 anos, no último domingo na localidade de Butiá Grande, em Ipiranga do Sul, no Norte do Estado. De acordo com o coronel Victor Hugo, 12 militares trabalham no local.

Guilherme da Silva Andrade estava com o irmão, de 15 anos, e um tio no local quando caiu no rio. De acordo com o tio, a vítima teria sido puxada por uma cobra de grande tamanho, o que levantou suspeitas sobre a possibilidade de ser uma sucuri. O laudo do Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul, no entanto, confirmou que a causa da morte do menino foi asfixia mecânica por afogamento. Ainda, segundo o laudo, o menino não tinha nenhum membro fraturado, o que provavelmente ocorreria com um ataque de uma sucuri.

Apesar de a sucuri não ser um animal nativo do Rio Grande do Sul e ser típica no Brasil em regiões como o Pantanal e a Amazônia, o coronel Victor Hugo não descarta a possibilidade de que tenha sido um réptil dessa espécie o responsável pelo ataque.

"Estamos realizando levantamento do local e coleta de depoimento de testemunhas ate amanhã (quinta--feira). Precisamos ter dados substanciais que comprovem ou não a presença do réptil. A hipótese da presença de uma sucuri, ou uma píton, é preocupante. Estamos realizando a cobertura do local para identificação de sinais. Ainda não descartamos qualquer hipótese”, informou.