Correio do Povo | Notícias | Contra projetos do executivo, municipários realizam assembleia nesta quinta

Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 22 de Maio de 2018

  • 16/05/2018
  • 16:42
  • Atualização: 16:46

Contra projetos do executivo, municipários realizam assembleia nesta quinta

Encontro da categoria será realizado às 18h na Casa do Gaúcho

Municipários realizarão assembleia contra projetos do executivo | Foto: Guilherme Testa

Municipários realizarão assembleia contra projetos do executivo | Foto: Guilherme Testa

  • Comentários
  • Guilherme Kepler / Rádio Guaíba / CP

O Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) realizará na tarde desta quinta-feira uma assembleia com a categoria para debater a tramitação de projetos de lei enviado pelo prefeito da Capita, Nelson Marchezan Jr., à Câmara de Vereadores. Além disso, o encontro servirá para debater sobre a data-base 2018 dos servidores. A assembleia do Simpa será realizada às 18h, na Casa do Gaúcho, no Parque Harmonia.

No final do mês passado, Marchezan entregou um pacote com 13 projetos de lei para a Câmara de Vereadores com regime de urgência. Entre os PLs está a revisão dos avanços automáticos da folha, mudanças na incorporação de gratificações, mudanças nos regimes de trabalho, fim da Licença Prêmio, além de alterações nas regras da previdência e aposentadoria dos servidores. O conjunto de medidas não é aceito pelo Simpa, que está projetando mobilizações a fim de barrar a aprovação dos projetos.

A intenção do governo é que as matérias sejam apreciadas pelos vereadores ainda neste semestre. Nessa terça-feira, representantes da direção do Simpa estiveram reunidos com o presidente do Simers, Paulo de Argollo Mendes, para articular uma ação conjunta entre as entidades para apresentar aos vereadores.

Em 2017, o Simpa realizou uma greve de 40 dias também contra projetos que tramitavam na Câmara de Vereadores. Nesse ano, a entidade sindical espera conseguir a adesão de pelo meno, 22 vereadores que, no ano passado, assinaram ofício se comprometendo a votar contra os projetos.