Correio do Povo | Notícias | Duas pessoas morrem no Rio Grande do Sul por causa da chuva

Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

  • 12/06/2018
  • 11:43
  • Atualização: 19:53

Duas pessoas morrem no Rio Grande do Sul por causa da chuva

Temporal atingiu 21 municípios e causou estragos em, pelo menos, 984 residências

Casa desabou no interior de Ciríaco matando morador | Foto: Cristiano Duarte Krummenauer / Rádio Planalto / CP

Casa desabou no interior de Ciríaco matando morador | Foto: Cristiano Duarte Krummenauer / Rádio Planalto / CP

  • Comentários
  • Raphaela Suzin

Duas pessoas morreram por causa da forte chuva que atinge o Rio Grande do Sul desde a tarde de segunda-feira. As mortes ocorreram no interior de Sarandi, no Norte do Estado, e em Ciríaco, na região do Planalto – locais onde a chuva foi acompanhada por fortes rajadas de vento.

Em Ciríaco, a vítima foi identificada como José Alves Nunes, de 53 anos. Ele morreu após a casa onde morava, na estrada Fazenda Pedreira, desabar. Nunes chegou a ser socorrido pelos vizinhos e encaminhado ao Hospital São José, em David Canabarro, mas não resistiu aos ferimentos.

A outra morte ocorreu no interior de Sarandi, na madrugada desta terça-feira. De acordo com a Defesa Civil da cidade, um cadeirante, que não teve identidade revelada, não conseguiu resistir aos ferimentos e morreu após a casa desabar. Além disso, cinco pessoas ficaram feridas devido às chuvas.

A cidade de Sarandi é uma das mais atingidas pelo temporal. Houve, inclusive, queda de granizo na região na noite de ontem. Devido ao forte vento, dois caminhões que transitavam pela ERS 404 tombaram às margens da rodovia. O acidente aconteceu no km 10, após os motoristas pararem os veículos. Não houve feridos.

• Porto Alegre tem ruas alagadas e semáforos fora de operação nesta terça-feira

Quase 1 mil casas atingidas

O último boletim da Defesa Civil, divulgado na manhã de hoje, aponta ainda que, além das casas que desabaram, 984 residências foram atingidas pelas chuvas em 21 municípios gaúchos. Há uma família desabrigada em Salvador do Sul, no Vale do Caí, e outra desalojada em Araricá, na região Metropolitana. O temporal causou muitos estragos também em Giruá, onde 500 residências foram atingidas.

Apesar de não constar no boletim oficial da Defesa Civil, a chuva de granizo provocou danos em aproximadamente 400 residências em Tupanciretã, na região Central, de acordo com o prefeito em exercício da cidade, Gustavo Simões Lírio.

As chuvas derrubaram ainda muitos postes e árvores e deixaram pelo menos 112 mil clientes da RGE e da RGE Sul sem energia elétrica na manhã desta terça-feira.

Confira os municípios atingidos

Água Santa: Danos sendo contabilizados

Araricá: 75 residências, uma escola e um ginásio atingidos.

Bento Gonçalves: 80 residências e duas escolas atingidas, além de queda de árvores e falta de luz.

Canela: 12 residências atingidas

Caxias do Sul: queda de árvores

Ciríaco: uma morte

Coxilha: 20 residências atingidas

Dois Irmãos: estrutura da feira municipal atingida

Giruá: 500 residências atingidas

Guaporé: seis residências atingidas

Ibarama: 12 residências atingidas

Igrejinha: oito residências e uma escola atingidas

Itati: duas residências atingidas

Júlio de Castilhos: 90 residências atingidas

Marau: 10 residências atingidas

Salvador do Sul: 100 residências atingidas e uma família desabrigada

Sapiranga: seis residências atingidas

Santa Bárbara:  danos sendo contabilizados

Santa Rosa: 48 residências atingidas

São Francisco de Paula: 15 residências atingidas

Sarandi: uma morte, cinco feridos e 100 postes caídos